sicnot

Perfil

Mundo

Militares ucranianos e milícias pró-russas acusam-se mutuamente de violar cessar-fogo

Militares ucranianos e milícias separatistas pró-russas acusaram-se hoje mutuamente de violação do regime de cessar-fogo no leste da Ucrânia, onde um conflito causou, segundo a ONU, mais de 9.000 mortos desde 2014.

© Stringer . / Reuters

"A situação no leste da Ucrânia continua tensa", assinala, em comunicado, o quartel-general das forças ucranianas estacionadas na zona de conflito.

Segundo os militares ucranianos, os separatistas lançaram, na sexta-feira, 19 ataques contra as posições das tropas governamentais, nas quais usaram armamento pesado, proibido pelos acordos de resolução do conflito, assinados em Minsk, na Bielorrússia, em fevereiro do ano passado.

O quartel-general, que não adiantou o número de baixas sofridas nas fileiras ucranianas, comunicou que as forças governamentais "tiveram de abrir fogo, em resposta, em nove ocasiões".

Por sua vez, o 'número dois' das milícias da autoproclamada República Popular de Donetsk, Eduard Basurin, disse que, nas últimas 24 horas, as tropas de Kiev violaram 22 vezes o regime de cessar-fogo.

Lusa

  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.