sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 12 detidos em Paris após confrontos com polícia

Pelo menos 12 pessoas foram detidas e três veículos incendiados, um deles da polícia, na noite de sexta-feira na praça da República em Paris, informou a polícia da capital francesa.

Três viatura foram incendiadas, uma delas da polícia.

Três viatura foram incendiadas, uma delas da polícia.

© Franck Prevel / Reuters

Cerca da meia-noite (10:15 GMT), um grupo de pessoas reunidas naquela praça, entre os quais ativistas políticos e centenas de jovens, começaram a lançar projéteis contra a polícia, revelou o jornal Le Parisien citado pela agência espanhola EFE.

"Os detidos estarão sujeitos às devidas medidas legais", disse hoje em comunicado a polícia de Paris, referindo que cerca de uma centena de manifestantes provocaram desacatos, separadamente do movimento batizado como 'Nuit debout' (noite em claro) que à mesma hora reunia pacificamente cerca de duas mil pessoas naquele local.

A polícia respondeu com gás lacrimogêneo para dispersar as pessoas e permitir a intervenção dos bombeiros, acrescenta o jornal, observando que duas horas após as ocorrências com a polícia a calma voltou àquela praça parisiense central.

No último fim de semana, incidentes semelhantes ocorreram no mesmo lugar, resultando em 22 detidos.

O movimento 'Nuit debout' começou em 31 de março último, quando os participantes de uma manifestação contra a reforma trabalhista preparada pelo Governo do presidente François Hollande foram chamados para passar a noite na praça da República.

Desde então, o movimento evoluiu e espalhou-se para outras cidades.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.