sicnot

Perfil

Mundo

Avião solar chega à Califórnia depois de cumprida etapa mais perigosa

O avião Solar Impulse II chegou hoje à Califórnia, nos Estados Unidos da América, depois de atravessar o oceano Pacífico, a etapa mais perigosa da volta ao mundo da primeira aeronave movida exclusivamente com a energia do Sol.

JOHN G. MABANGLO

JEAN REVILLARD / HANDOUT

O aparelho aterrou na localidade de Mountain View, no sul de San Francisco, às 07:44 de Lisboa (23:44 de sábado, hora local), informou a página do projeto na internet.

O Solar Impulse II, pilotado por um dos seus inventores, o suíço Bertrand Piccard, voou durante três dias e três noites, desde o Havai, e percorreu 4.528 quilómetros.

Com esta etapa, considerada a mais perigosa, pela falta de sítios para aterrar em caso de emergência, o avião solar completou o trajeto que cruzava o Pacífico, e que foi iniciado, em 2015, pelo outro criador do projeto, o também suíço André Broschberg.

No Havai, de onde partiu na quinta-feira, a aeronave ficou parada durante quase 300 dias, para reparação de avarias que ocorreram durante o voo a partir do Japão.

Espera-se que o avião solar prossiga até Nova Iorque, de onde seguirá para Europa, norte de África e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, onde começou a viagem, em março de 2015.

O projeto visa demonstrar ao mundo as potencialidades das energias renováveis.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC