sicnot

Perfil

Mundo

Obama apela para China aumentar pressão sobre Coreia do Norte

O presidente norte-americano, Barack Obama, apelou hoje para a China aumentar a pressão sobre a Coreia do Norte, depois de mais um teste militar "provocador".

© Kevin Lamarque / Reuters

Em declarações à chegada a Hanôver para uma visita oficial à Alemanha de dois dias, e pouco depois do líder norte-coreano, Kim Jonj-un, ter considerado como um "enorme sucesso" o lançamento no sábado de um míssil balístico a partir de um submarino, Obama afirmou que "a Coreia do Norte continua a manifestar um comportamento provocador".

"Nós cultivámos a cooperação com a China para colocar pressão sobre a Coreia do Norte. Ainda assim, essa cooperação não está exatamente onde gostaríamos que estivesse", acrescentou o chefe de Estado norte-americano.

O teste de sábado foi o último numa série de testes levados a cabo pela Coreia do Norte e foi realizado poucas horas depois de Pyongyang ter oferecido uma moratória unilateral sobre novos testes nucleares militares, se os Estados Unidos suspenderem também o apoio militar anual à Coreia do Sul.

Em reação à proposta, Obama disse hoje que Washington "não leva a sério uma promessa de que vão parar apenas até à próxima vez que decidirem fazer um novo teste".

O presidente acrescentou que um eventual progresso apenas será possível se a Coreia do Norte mostrar vontade de colocar um ponto final ao seu programa de armamento nuclear.

Esta escalada das tensões ocorre numa altura em que a Coreia do Norte se prepara para um congresso do partido único no poder no início de maio, o primeiro em 36 anos.

Vários observadores preveem que o presidente Kim Jong-un vá valorizar os sucessos do programa nuclear militar norte-coreano e que, neste contexto, Pyongyang venha a realizar o seu quinto ensaio nuclear antes da abertura do congresso.

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.