sicnot

Perfil

Mundo

Agência marítima cabo-verdiana interdita saídas após mortos em posto militar

A Agência Marítima e Portuária (AMP) cabo-verdiana interditou hoje as saídas ao mar "até segunda ordem", na sequência do caso dos 11 mortos encontrados num posto militar do país.

DULCENEIA RAMOS

"Mediante incidente ocorrido hoje em "Monte Txota", zona de São Domingos - ilha de Santiago, e por determinação da AMP - Agência Marítima e Portuária - as saídas ao mar estão interditas até segunda ordem", lê-se num comunicado da Cabo Verde Fast Ferry, empresa que realiza viagens de barco entre as ilhas cabo-verdianas.

"Neste sentido, a companhia informa que as viagens estão canceladas até que seja levantada a interdição por parte das autoridades", prosseguiu a nota da companhia, sem avançar mais pormenores.

Oito soldados e três civis, entre eles dois espanhóis, foram encontrados hoje mortos no posto militar de Monte Txota, em São Domingos, interior da ilha cabo-verdiana de Santiago, em circunstâncias ainda desconhecidas.

Os corpos serão transferidos ainda hoje para o hospital central da Praia para a realização das autópsias, confirmou o comandante adjunto da esquadra de São Domingos.

Durante a tarde de hoje, a imprensa cabo-verdiana avançava que os aeroportos foram fechados, mas a ASA, empresa que administra os aeroportos, disse que nenhum aeroporto foi encerrado e que houve apenas atrasos nalguns voos.

A presidente do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), Janira Hopffer Almada, já endereçou uma mensagem ao primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, a solicitar "informações detalhadas" sobre o estado de segurança do país.

Manifestando "toda a disponibilidade para colaborar naquilo que for conveniente e necessário", Janira Hopffer Almada solicitou ainda ao Governo, que está em funções há quatro dias, que informe sobre as medidas que pretende tomar para a segurança do país.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.