sicnot

Perfil

Mundo

Agência marítima cabo-verdiana interdita saídas após mortos em posto militar

A Agência Marítima e Portuária (AMP) cabo-verdiana interditou hoje as saídas ao mar "até segunda ordem", na sequência do caso dos 11 mortos encontrados num posto militar do país.

DULCENEIA RAMOS

"Mediante incidente ocorrido hoje em "Monte Txota", zona de São Domingos - ilha de Santiago, e por determinação da AMP - Agência Marítima e Portuária - as saídas ao mar estão interditas até segunda ordem", lê-se num comunicado da Cabo Verde Fast Ferry, empresa que realiza viagens de barco entre as ilhas cabo-verdianas.

"Neste sentido, a companhia informa que as viagens estão canceladas até que seja levantada a interdição por parte das autoridades", prosseguiu a nota da companhia, sem avançar mais pormenores.

Oito soldados e três civis, entre eles dois espanhóis, foram encontrados hoje mortos no posto militar de Monte Txota, em São Domingos, interior da ilha cabo-verdiana de Santiago, em circunstâncias ainda desconhecidas.

Os corpos serão transferidos ainda hoje para o hospital central da Praia para a realização das autópsias, confirmou o comandante adjunto da esquadra de São Domingos.

Durante a tarde de hoje, a imprensa cabo-verdiana avançava que os aeroportos foram fechados, mas a ASA, empresa que administra os aeroportos, disse que nenhum aeroporto foi encerrado e que houve apenas atrasos nalguns voos.

A presidente do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), Janira Hopffer Almada, já endereçou uma mensagem ao primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, a solicitar "informações detalhadas" sobre o estado de segurança do país.

Manifestando "toda a disponibilidade para colaborar naquilo que for conveniente e necessário", Janira Hopffer Almada solicitou ainda ao Governo, que está em funções há quatro dias, que informe sobre as medidas que pretende tomar para a segurança do país.

Lusa

  • Sessão solene no Parlamento e desfile popular nas celebrações do 25 de Abril

    País

    Os 43 anos da Revolução dos Cravos são hoje comemorados com a sessão solene no Parlamento e o tradicional desfile popular, tendo o Presidente da República escolhido o 25 de Abril para condecorar, a título póstumo, Francisco Sá Carneiro. A SIC Notícias acompanha esta manhã a sessão solene na Assembleia da República. Veja aqui em direto.

  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.