sicnot

Perfil

Mundo

Avião não tripulado cai em São Tomé

Um avião não tripulado caiu hoje a cerca de 200 metros da Praia de Micoló, 15 quilómetros a norte da ilha de São Tomé, disse hoje um técnico do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) são-tomense.

"É um avião 'drone' com cerca de quatro a seis toneladas que se despenhou na zona de Micoló", afirmou Leopoldo Nascimento.

"É uma aeronave não tripulada, estava a efetuar voos de ensaio, dentro dos parâmetros estabelecidos pela empresa e em áreas que nós definimos para não por em risco a zona habitacional", acrescentou o técnico do INAC.

O aparelho, com capacidade para transportar carga, estava a efetuar voos de "teste operacional" quando caiu no mar.

O avião pertence à empresa espanhola Singular Ecrafit, registada na capital são-tomense há cerca de dois meses, cujos responsáveis estão a analisar as causas da queda do aparelho juntamente com as autoridades locais.

O aparelho desfez-se em vários pedaços com a queda e elementos da Guarda Costeira apoiados por alguns pescadores já recuperaram a maioria dos destroços.

"Mandámos abrir um inquérito para determinar os motivos que estão na origem deste incidente", acrescentou o técnico do Instituto de Aviação Civil são-tomense.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.