sicnot

Perfil

Mundo

Japão conclui mapa mais preciso de sempre da superfície terrestre em 3D

Duas entidades japonesas anunciaram hoje a conclusão do mapa mais preciso de sempre de toda a superfície terrestre em três dimensões, tendo utilizado uma tecnologia pensada para o desenvolvimento de infraestruturas e para a prevenção de desastres naturais.

NTT DATA

A empresa de novas tecnologias da informação NTT DATA e o Centro de Tecnologias de Deteção Remota do Japão (RESTEC) indicaram que a cartografia integral do globo terrestre inclui, pela primeira vez, toda a Antártida.

O mapa, batizado AW3DTM e iniciado em 2014 apenas para áreas delimitadas no continente asiático, empregou um modelo de elevação digital (DEM) com uma resolução de cinco metros e que utiliza mais de três milhões de imagens obtidas pelo satélite ALOS, da Agência Espacial do Japão (JAXA).

Esta tecnologia, segundo as duas instituições, permite uma "grande melhoria" da leitura dos mapas terrestres em três dimensões - até agora só havia versões disponíveis com uma resolução entre 30 e 90 metros -, estando já uma aplicação disponível para qualquer pessoa ou organização que queira obter dados cartográficos de quaisquer áreas geográficas.

Entre os serviços disponíveis estão também recriações em formato de mapa vetorial de edifícios e estruturas em 3D com resoluções entre os 50 centímetros e os dois metros, o que permite também realizar diferentes géneros de simulações.

As aplicações do "AW3DTM" disponibilizam, por fim, o apoio a projetos de construção de infraestruturas, estudos de logística e de exploração de recursos, bem como a identificação de zonas de potencial risco em caso de desastres naturais, como inundações ou deslizamento de terras.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.