sicnot

Perfil

Mundo

Níger, Mali e Burkina Faso são os países com mais casamentos forçados

O Níger, o Mali e o Brukina Faso são os países da África ocidental com mais casos de casamentos forçados e precoces, segundo um relatório da Amnistia Internacional sobre a situação no Burkina Faso divulgado hoje.

© Sukree Sukplang / Reuters

"O Níger é o país onde há a taxa mais alta de casamentos forçados e precoces na África ocidental. Segue-se o Mali e depois o Burkina Faso", disse à imprensa Gaëton Mootoo, investigador da organização e autor do relatório publicado em Ouagadougou, capital do Burkina Faso.

A nível mundial, o Burkina Faso está entre os 10 países com mais casos.

Segundo o relatório, uma em cada duas mulheres no país casa-se antes dos 18 anos e mais de metade (51,3%) das raparigas entre os 15 e os 17 anos são casadas, mas registam-se casos de casamentos forçados envolvendo meninas de 11 anos.

O investigador explicou que as famílias casam as filhas para "reforçar alianças familiares, adquirir estatuto social ou em troca de bens, dinheiro ou serviços".

O relatório refere também a prática em certas regiões do "Pog-lenga", que significa "mulher bónus", em que a nova mulher leva consigo para a casa do marido uma sobrinha, para ser oferecida em casamento.

A Amnistia Internacional recolheu testemunhos de dezenas de raparigas obrigadas a casar por familiares, muitas vezes pelos pais.

"As jovens resistem cada vez mais a estes casamentos precoces e forçados e, o que é encorajador, são apoiadas pelas mães, que muitas vezes passaram pela mesma situação e querem evitá-la às filhas. Mas os homens pressionam as mulheres para que obriguem as filhas a aceitar marido", explicou Mootoo.

"É essencial que o governo do Burkina Faso respeite o direito das jovens raparigas a tomar as suas próprias decisões relativamente ao seu corpo, à sua vida e ao seu futuro", sublinhou o diretor da Amnistia para a África central e ocidental, o senegalês Alioune Tine.

Tine apelou ao novo governo do Burkina para respeitar os seus compromissos para a eliminação do casamento de crianças, num país onde sete em cada dez crianças não têm acesso à escola e onde quase metade (46%) dos 19 milhões de habitantes vive abaixo do limitar de pobreza.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".