sicnot

Perfil

Mundo

Menina de 11 anos sozinha e sem bilhete faz voo Moscovo-São Petersburgo

Uma menina russa de 11 anos não acompanhada conseguiu passar todos os controlos de um aeroporto em Moscovo e, sem bilhete, entrar num avião para São Petersburgo. Foi detetada já o avião ia em pleno voo.

© Sergei Karpukhin / Reuters

"Uma menina de 11 anos foi encontrada no aeroporto Poulkovo de São Petersburgo sem a companhia de um adulto. Ela chegou de Moscovo sozinha sem documento de identificação nem bilhete de avião", anunciou a polícia dos transportes da segunda cidade da Rússia.

A criança conseguiu assim passar despercebida em todos os pontos de controlo do aeroporto de Vnoukovo: o pórtico com detetor de metais à entrada, o controlo de bagagens, a verificação dos passaportes e o controlo dos cartões de embarque. De acordo com os serviços de segurança, ela juntou-se por duas vezes a um grupo de adultos com várias crianças.

A companhia aérea onde a menina viajou, Rossiya, diz que o controlo de passageiros é da responsabilidade dos serviços do aeroporto, embora garanta que vai conduzir um inquérito interno.

As medidas de segurança nos aeroportos russos foram reforçadas após o atentado que fez 37 mortos em 2011 no aeroporto moscovita de Domodedovo. Um kamikaze conseguiu passar por todos os controlos e fez-se explodir na sala das chegadas.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.