sicnot

Perfil

Mundo

Polícia identifica mais uma provável vítima de Charles Manson, 46 anos depois

A polícia de Los Angeles identificou o corpo da mulher encontrado perto da mansão de Charles Manson em 1969, que era apenas conhecida como "Maria de Ninguém #59" ("Jane Doe #59" em inglês).

people.com

Reet Jurvetson era uma jovem canadiana de 19 anos de Montreal que tinha mudado para Los Angeles nesse ano, revelou 46 anos depois a polícia de Los Angeles à revista People. O detetive Luis Rivera, especialista em casos arquivados, diz que os investigadores ainda não consigaram determinar se a sua morte está ou não relacionada com Charles Manson, mas que há grande probabilidade.

A 16 de novembro de 1969, a jovem foi encontrada morta com 150 golpes de faca no pescoço, sem identificação, perto da casa onde ocorreu o massacre, em Mulholland Drive. Três meses antes, a atriz Sharon Tate, mulher do realizador Roman Polanski de quem estava grávida, e várias outras pessoas foram mortas pela Família Manson.

A identidade da jovem permaneceu um mistério durante todos estes anos. Em junho do ano passado, a irmã reconheceu-a quando viu uma fotografia na Internet. Ao analisar o ADN de ambas identificaram-nas como irmãs.

Em entrevista à People, Anne Jurvetson contou que a adolescente "de espírito livre e feliz" tinha resolvido ir para Los Angeles atrás de uma paixão, apenas conhecido por John. Depois de chegar enviou um postal aos pais em Montreal a dizer que tinha encontrado um apartamento e que estava feliz e nunca mais disse nada. Os pais nunca a deram como desaparecida porque "acreditavam que estava a viver a sua vida em algum lugar e que algum dia teriam notícias dela", contou Anne Jurvetson.

O detetive garante que a polícia vai desvendar o caso. "ninguém merece aquilo que lhe aconteceu. É nosso dever encontrar o culpado e levá-lo perante a Justiça", afirmou Luis Rivera. O detetive e a colega Veronica Conrado interrogaram Charles Manson em outubro passado na prisão Corcoran, mas nada lhes revelou sobre esta jovem.

Charles Milles Maddox nasceu em Cincinnati a 12 de novembro de 1934. Foi líder de um grupo que ficou conhecido como "A família Manson" que cometeu vários assassínios nos Estados Unidos no fim dos anos 1960. Manson foi condenado à morte em 1971, tendo posteriormente a pena sido trasnformada em prisão perpétua, que ainda cumpre.

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.