sicnot

Perfil

Mundo

Tentativa de pilhagem obriga comerciantes a encerrar estabelecimentos na Venezuela

Dezenas de comerciantes encerram esta quarta-feira as portas dos seus estabelecimentos comerciais na localidade venezuelana de Los Teques, a sul de Caracas, depois que um grupo de mais de cem pessoas tentar pilhar um supermercado.

© Marco Bello / Reuters

Segundo fontes da comunidade portuguesa local, a tentativa de pilhagem ocorreu depois da chegada de produtos de primeira necessidade que entretanto se esgotaram.

As páginas da imprensa local na Internet dão conta que várias cidadãos ficaram feridos e que mais de 50 pessoas foram detidas pelas autoridades por oficiais da Polícia Municipal e da Guarda Nacional (polícia militar) que se mantêm na zona para evitar novas tentativas de pilhagem.

Por outro lado, na localidade de Bello Campo (leste de Caracas) ocorreu hoje uma tentativa de pilhagem de uma sucursal da rede de supermercados Central Madeirense, propriedade de portugueses radicados na Venezuela.

A tentativa de pilhagem ocorreu depois de várias pessoas tentarem ocupar o lugar de cidadãos que faziam uma fila para comprar produtos.

Dezenas de oficiais da Polícia Nacional Bolivariana e da Guarda Nacional (polícia militar), com equipamento anti-motins, controlaram a situação, permanecendo no local para impedir novas situações irregulares.

Ainda em Caracas, na localidade de Cátia (oeste) vários comerciantes encerraram os seus estabelecimentos depois de vários cidadãos tentarem pilhar pelo menos uma loja.

Residentes no Boulevard de Cátia dão conta de que, após a tentativa de pilhagem, apareceram dezenas de motociclistas armados, que trocaram disparos com funcionários da Polícia Nacional Bolivariana, ocasionando alguns feridos.

As autoridades desalojaram os estudantes de várias escolas.

Por outro lado, na cidade venezuelana de Maracaibo (a oeste do país), segundo o secretário de Segurança do Estado venezuelano de Zúlia, Biagi Parisi, mais de 70 estabelecimentos comerciais foram afetados pelos protestos e pilhagens registados desde a noite de terça-feira.

Fontes não oficiais dão conta que de 73 estabelecimentos comerciais afetados, 24 foram pilhados na totalidade, tendo os manifestantes incendiado duas camiões, no âmbito de protestos contra o racionamento de energia elétrica e a escassez de produtos básicos.

Lusa

  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual em que aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.

  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.