sicnot

Perfil

Mundo

Tentativa de pilhagem obriga comerciantes a encerrar estabelecimentos na Venezuela

Dezenas de comerciantes encerram esta quarta-feira as portas dos seus estabelecimentos comerciais na localidade venezuelana de Los Teques, a sul de Caracas, depois que um grupo de mais de cem pessoas tentar pilhar um supermercado.

© Marco Bello / Reuters

Segundo fontes da comunidade portuguesa local, a tentativa de pilhagem ocorreu depois da chegada de produtos de primeira necessidade que entretanto se esgotaram.

As páginas da imprensa local na Internet dão conta que várias cidadãos ficaram feridos e que mais de 50 pessoas foram detidas pelas autoridades por oficiais da Polícia Municipal e da Guarda Nacional (polícia militar) que se mantêm na zona para evitar novas tentativas de pilhagem.

Por outro lado, na localidade de Bello Campo (leste de Caracas) ocorreu hoje uma tentativa de pilhagem de uma sucursal da rede de supermercados Central Madeirense, propriedade de portugueses radicados na Venezuela.

A tentativa de pilhagem ocorreu depois de várias pessoas tentarem ocupar o lugar de cidadãos que faziam uma fila para comprar produtos.

Dezenas de oficiais da Polícia Nacional Bolivariana e da Guarda Nacional (polícia militar), com equipamento anti-motins, controlaram a situação, permanecendo no local para impedir novas situações irregulares.

Ainda em Caracas, na localidade de Cátia (oeste) vários comerciantes encerraram os seus estabelecimentos depois de vários cidadãos tentarem pilhar pelo menos uma loja.

Residentes no Boulevard de Cátia dão conta de que, após a tentativa de pilhagem, apareceram dezenas de motociclistas armados, que trocaram disparos com funcionários da Polícia Nacional Bolivariana, ocasionando alguns feridos.

As autoridades desalojaram os estudantes de várias escolas.

Por outro lado, na cidade venezuelana de Maracaibo (a oeste do país), segundo o secretário de Segurança do Estado venezuelano de Zúlia, Biagi Parisi, mais de 70 estabelecimentos comerciais foram afetados pelos protestos e pilhagens registados desde a noite de terça-feira.

Fontes não oficiais dão conta que de 73 estabelecimentos comerciais afetados, 24 foram pilhados na totalidade, tendo os manifestantes incendiado duas camiões, no âmbito de protestos contra o racionamento de energia elétrica e a escassez de produtos básicos.

Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Mais de duas mil pessoas retiradas do fogo junto ao parque Doñana, no Sul de Espanha

    Mundo

    O incêndio florestal começou ainda na noite deste sábado na aldeia de Las Peñuelas de Moguer, na província de Huelva e obrigou à evacuação de várias localidades e à retirada de mais de duas mil pessoas, de vários alojamentos turísticos (incluindo o Parador de Mazagon, dois parques de campismo e um hotel). Foi ainda ativado o plano de emergência da província.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.