sicnot

Perfil

Mundo

Ex-comandante do "Costa Concordia" ausente do início do julgamento de recurso

O julgamento de recurso de Francesco Schettino começou hoje em Florença (Itália), mas sem a presença do ex-comandante do "Costa Concordia", condenado em primeira instância a 16 anos de prisão pelo naufrágio do paquete que fez 32 mortos.

© Max Rossi / Reuters

Schettino, apelidado pela imprensa italiana de "capitão cobarde", alegou "motivos pessoais" para justificar a ausência nesta primeira audiência, focada essencialmente nos procedimentos do julgamento.

O ex-comandante do navio de cruzeiro "Costa Concordia", que naufragou ao largo da ilha italiana de Giglio em janeiro de 2012, é o único acusado do processo.

Em fevereiro de 2015, Schettino, de 55 anos, foi condenado a 16 anos e um mês de prisão por homicídio e abandono de navio.

O antigo comandante, que ainda não começou a cumprir a sentença, contestou a decisão do tribunal de primeira instância, argumentando que outros deveriam assumir a culpa pelo acidente.

Schettino argumenta que foi transformado num "bode expiatório" pelas autoridades e deseja reverter a condenação neste julgamento de recurso, que deverá prolongar-se, pelo menos, durante o mês de maio.

"Pedimos que sejam redefinidas as responsabilidades de todos os protagonistas deste caso, e não apenas do nosso cliente", afirmou, em declarações à agência francesa AFP, um dos dois advogados do ex-comandante, Donato Laino, que reclama a absolvição de Schettino.

Donato Laino defende a figura de "acidente organizacional", envolvendo desta forma a operadora de cruzeiros Costa, mas também os responsáveis do porto de Civitavecchia e o timoneiro indonésio do navio.

A acusação também recorreu da sentença de fevereiro de 2015. O representante do procurador de Florença, Giancarlo Ferrucci, pediu hoje um agravamento da pena de prisão, para 27 anos e três meses.

Na noite de 13 para 14 de janeiro de 2012, o "Costa Concordia" (grupo Carnival), um paquete de 114.500 toneladas, embateu contra rochas e encalhou ao largo da ilha de Giglio, na Toscana, com 4.229 pessoas a bordo, incluindo 3.200 turistas.

A decisão de Francesco Schettino de abandonar o navio, antes dos últimos passageiros, chocou a Itália e o mundo.

Durante o primeiro julgamento, Schettino alegou ter caído num bote salva-vidas que o levou para terra e que não conseguiu regressar ao paquete.

Os destroços do navio de cruzeiro, em parte submersos, só seriam retirados e rebocados em julho de 2014 para o porto de Génova para serem desmantelados.

Lusa

  • Sporting de Braga afastado da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting de Braga derrotou esta quinta-feira o Marselha, em Braga, por 1-0, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Um triunfo insuficiente para o apuramento, depois do desaire da equipa minhota em França (3-0).

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Os 36 golos dos 16 avos da Liga Europa

    Liga Europa

    A jornada europeia ficou marcada, no panorama das equipas portuguesas, pelo apuramento do Sporting e pela eliminação do Sporting de Braga. Os leões passam assim a ser o único clube luso em prova na Liga Europa. Nos oitavos de final, o emblema de Alvalade pode encontrar adversários como o Arsenal, o Atlético de Madrid ou o AC Milan. O sorteio realiza-se esta sexta-feira, ao meio-dia. Aqui, veja ou reveja todos os golos da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

  • "O dia a dia na Síria também é lutar por um pão"
    10:13

    Mundo

    Desde domingo que os bombardeamentos do regime sírio a Ghouta já fizeram mais de 400 mortos. Ghouta é o último reduto rebelde nos arredores da capital da síria, onde as forças fiéis a Bashar Al Assad iniciaram no domingo uma intervenção militar de larga escala. Cândida Pinto, editora de Internacional da SIC, e a psicóloga Maria Palha, que já esteve na Síria ao serviço dos Médicos Sem Fronteiras, estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00
  • Proposta de um cessar-fogo na Síria sem acordo

    Mundo

    O embaixador da Rússia junto das Nações Unidas afirmou esta quinta-feira que os 15 membros do Conselho de Segurança não alcançaram um acordo para aprovar um cessar-fogo de 30 dias na Síria, proposta negociada há mais de duas semanas.

  • Sírios a viver na Turquia manifestam-se contra bombardeamentos em Ghouta
    0:27

    Mundo

    Centenas de sírios a viver na Turquia manifestaram-se esta quinta-feira junto ao Consulado em Istambul. Exigem o fim dos bombardeamentos em Ghouda Oriental, onde cerca de 400 mil pessoas vivem um pesadelo, com a presença de rebeldes contra o regime de Bashar al-Assad e os constantes ataques aéreos por parte de militares sírios.