sicnot

Perfil

Mundo

ONU diz que ataque a hospital de Alepo "é indesculpável"

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou hoje o bombardeamento de um hospital na cidade de Alepo, no noroeste da Síria, e disse que os ataques contra civis são "violações indesculpáveis da lei humanitária".

© Abdalrhman Ismail / Reuters

"Tem de haver responsabilização por estes crimes", afirmou Ban Ki-moon num comunicado.

"Os ataques que visam civis são violações indesculpáveis das leis humanitárias", acrescentou.

O secretário-geral das Nações Unidas referia-se ao bombardeamento de quarta-feira do hospital Al-Quds, na zona leste de Alepo, que fez 30 mortos, muitos deles civis, mas também médicos e enfermeiros, segundo uma organização de defesa civil local.

Mas Ban Ki-moon referia-se também a "recentes bombardeamentos cegos das forças governamentais e de grupos da oposição e táticas terroristas exercidas por extremistas".

O responsável internacional pediu às partes em conflito para "se empenharem imediatamente na cessação das hostilidades" e a Grupo Internacional para a Síria, em particular aos países que lhe copresidem -- Estados Unidos e Rússia -- para pressionarem para "pôr fim aos combates e garantir investigações credíveis a incidentes como o ataque ao hospital Al-Quds".

Só na última semana, cerca de 200 pessoas morreram em Alepo e, hoje, 53 civis.

As forças do regime de Bashar al-Assad têm em curso uma ofensiva para recuperar o controlo da cidade, grande parte da qual está nas mãos da oposição armada há quatro anos.

Para o Comité Internacional da Cruz Vermelha, Alepo está "à beira de um desastre humanitário".

"Onde quer que se vá, ouvem-se explosões, bombardeamentos e o voo dos aviões. Os habitantes vivem no fio da navalha. Todos temem pela vida e ninguém sabe o que vai acontecer", explicou o representante do CICV na cidade, Valter Gros.

Lusa

  • Bombardeamento a hospital em Alepo causa 27 mortes
    1:14

    Mundo

    O bombardeamento de um hospital em Alepo, na Síria, matou pelo menos 27 civis, entre os quais dois médicos e várias crianças. O ataque é atribuído às forças do regime de Bashar al Assad. A ONU diz que é preciso relançar as tréguas com urgência, sob pena de as negociações de paz na Síria terminarem mal.

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • Descoberta nova espécie de tiranossauro

    Mundo

    Uma nova espécie de dinossauros predadores, um tiranossauro com uma forma incomum de evolução, foi descoberta por uma equipa internacional de cientistas, segundo um artigo científico hoje publicado pela revista Nature.

  • Juncker reprova com ironia apoio de Trump

    Brexit

    O Presidente da Comissão Europeia disse hoje com ironia que promoverá a independência do Ohio ou de Austin, no Texas, em relação aos Estados Unidos se o presidente Donald Trump continuar a incitar países europeu a seguirem o Brexit.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42