sicnot

Perfil

Mundo

Suspeito de matar 11 pessoas em Cabo Verde detido na PJ da Cidade da Praia

O militar suspeito de matar 11 pessoas em Cabo Verde encontra-se detido nas instalações da Polícia Judiciária (PJ) do país a aguardar decisão sobre se será ouvido em Tribunal civil ou militar.

O jovem suspeito de matar na segunda-feira 11 pessoas - oito militares e três civis, incluindo dois espanhóis - nas instalações do centro retransmissor de Monte Txota, no concelho de São Domingos, interior da ilha de Santiago, foi detido quarta-feira na cidade da Praia.

O soldado foi capturado no bairro da Fazenda graças à colaboração de um taxista, que depois de ter sido feito refém por cerca de três horas, conseguiu alertar a polícia, que chegou ao local cerca de 30 minutos depois e capturou o suspeito, militar há cerca de um ano.

O militar foi depois levado para a esquadra policial de Achada de Santo António, onde foi montado um enorme aparato de segurança, com a presença também de muitos populares.

Mais tarde, António Manuel Silva Ribeiro, mais conhecido por Entany, 22 anos, foi transferido para as instalações da Polícia Judiciária (PJ), no bairro de Achada Grande Frente, onde se encontra até agora a aguardar decisão sobre se será ouvido em Tribunal civil ou militar, o que deverá acontecer até ao final da tarde de sexta-feira.

Fonte das Forças Armadas de Cabo Verde adiantou à Lusa que, depois da captura do presumível autor do massacre, a prioridade agora é realizar os funerais dos soldados.

Quarta-feira foram realizadas os funerais de três dos oito soldados na ilha de Santiago, estando marcado para hoje as cerimónias fúnebres de três militares na cidade da Praia e dois na ilha de Santo Antão e do civil em São Vicente.

Todos os funerais terão honras militares e contarão com a presença do primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, que cancelou o Conselho de Ministros previsto para hoje.

Fonte da Polícia Nacional confirmou à Lusa que o posto militar de Monte Txota, que fica a cerca de 30 minutos de distância da cidade da Praia, já foi entregue à supervisão do Exército.

Quanto aos dois espanhóis também assassinados no posto, a Embaixada de Espanha em Cabo Verde indicou na sua página na rede social Facebook que já abriu um livro de condolências na secção consular e que está em contacto com os familiares para transladar os corpos para Espanha.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.