sicnot

Perfil

Mundo

Vírus informático infeta Central Nuclear na Alemanha

Um vírus informático infetou os computadores usados numa central nuclear na Alemanha. Foi encontrado nos computadores dos escritórios e no sistema utilizado para controlar o combustível nuclear.

© Michaela Rehle / Reuters

A empresa detentora da Central Nuclear já anunciou que o vírus encontrado não afetou a central, uma vez que os sistemas de controlo não estavam ligados à internet e, desta maneira, o vírus não pôde ser ativado.

As autoridades competentes estão agora a analisar como é que a central de Gundremmingen, na Alemanha, foi infetada.

O vírus foi não só encontrado no sistema de controlo nuclear, mas também em 18 dispositivos USB ("pen drive").

Foram os trabalhadores que detetaram o vírus, enquanto faziam um "upgrade" no sistema. Mais de mil computadores foram inspecionados e, a Central Nuclear já melhorou os sistemas de segurança.

O vírus não causou nenhum problema no controlo da Central Nuclear e, segundo a empresa RWE, não há qualquer perigo para o público.

Entre o vírus estavam também dois programas "malware": Ramnit e Conficker. O programa Ramnit foi criado para roubar informação, enquanto o Conficker é usado para guardar os logins e informações económicas.

  • Cristas acusa Costa de mentir sobre acordo da concertação social
    3:01

    Economia

    A presidente do CDS acusou esta terça-feira o primeiro-ministro de mentir no debate quinzenal, ao dizer que o acordo da concertação social já estava assinado. Foi o momento mais aceso, com Assunção Cristas a dizer que António Costa não tem condições para chefiar o Governo.

  • Trump prestará juramento com a duas bíblias

    Mundo

    Donald Trump prestará juramento, na próxima sexta-feira, como o 45.º Presidente dos Estados Unidos, usando duas Bíblias - a sua, oferecida pela sua mãe, e a que Abraham Lincoln usou na sua posse, há 150 anos.

  • Esta foto pode salvar a sua vida

    Mundo

    Podemos até estar familiarizados com os sinais do cancro da mama, mas quando se trata de identificar sintomas visuais nos nossos próprios seios, já não é tão fácil. Por isto, uma designer resolveu mostrar como descobrir sinais através de uma ajuda improvável: limões.

    Rita Ferro Alvim