sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 11 mortos em queda de helicóptero na Noruega

Pelo menos 11 pessoas morreram hoje na queda de um helicóptero que transportava 13 passageiros na costa oeste da Noruega, afirmaram os serviços de socorro, que continuam a procurar sobreviventes.

© Norsk Telegrambyra AS / Reute

O aparelho Super Puma transportava trabalhadores das plataformas petrolíferas do mar do norte quando caiu na costa de Bergen, a segunda maior cidade do país.

"Estão à procura, na esperança de encontrar sobreviventes. Até agora não há sinais de sobreviventes," disse o porta-voz do centro de salvamento Sola, Anders Bang Andersen.

Andersen avançou que o helicóptero estava a caminho do aeroporto de Flesland, Bergen, quando se despenhou com 13 pessoas a bordo, incluindo a tripulação.

"O helicóptero foi localizado e fizemos os possíveis para salvar os ocupantes," acrescentou.

Vários testemunhos descreveram ter visto o aparelho descer em espiral, antes de verem uma grande explosão.

"Houve uma explosão e um barulho de motor característico, então olhei pela janela. Vi o helicóptero cair rapidamente no mar. Vi uma grande explosão," contou um residente de Bergensavien a um jornal local.

"Pedaços do helicóptero voaram pelos ares," disse acrescentando que viu as pás do aparelho a desfazerem-se.

Alguns meios de comunicação reportaram que várias pessoas tinham sido resgatadas mas como a equipa de salvamento fez uma avaliação diferente, Bang Andersen não pôde confirmar.

O primeiro-ministro norueguês escreveu, na rede social Twitter, "notícias terríveis da queda de um helicóptero." "Estou a ser informado continuamente sobre o avanço do resgate," acrescentou.

O helicóptero, que caiu às 10:00 de Lisboa, vinha de da plataforma B de Gullfaks, uma das maiores plataformas petrolíferas do país, na qual opera a empresa estatal Statoil.

Os meios de comunicação inicialmente indicaram a presença de 17 pessoas a bordo.

Lusa

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.