sicnot

Perfil

Mundo

Atos contra muçulmanos em França triplicaram em 2015

Os atos contra muçulmanos em França triplicaram em 2015, ano dos atentados jihadistas de janeiro e de novembro, indicou hoje a comissão nacional francesa de direitos humanos.

© Vincent Kessler / Reuters

As denúncias apresentadas por atos racistas, antissemitas e antimuçulmanos aumentaram 22,4 por cento, passando de 1.662 em 2014 para 2.034 em 2015, o que a comissão qualifica de "importante aumento".

Na análise detalhada, a comissão registou mais do triplo de incidentes antimuçulmanos, que passaram de 133 em 2014 para 429 em 2015, um aumento de 223%, com "dois picos" registados nos dias seguintes aos atentados de 07 de janeiro e aos de 13 de novembro na capital francesa.

França acolhe uma comunidade muçulmana estimada em 04 a 05 milhões de pessoas.

Os atos antissemitas registaram uma quebra de 5,1%, tendo passado de 851 em 2014 para 808 em 2015, e os restantes atos racistas aumentaram 17,5%, passando de 678 em 2014 para 797 em 2015.

"Esta é apenas a criminalidade visível, estamos muito longe do que é a criminalidade real. O racismo do dia a dia é infinitamente mais subtil", explicou Christine Lazerges, presidente da comissão, que desde os anos 1990 elabora um relatório anual sobre a luta contra o racismo, o antissemitismo e a xenofobia com base em dados do Ministério do Interior.

"Vários indicadores vão no sentido de um recuo do antissemitismo em França, especialmente em 2015, sugerindo que a violência dos atos contra os judeus, entre as quais o ataque de janeiro a um supermercado kosher, suscita na opinião pública um reflexo de compaixão e de solidariedade para com eles", lê-se no relatório da Comissão Nacional Consultiva de Direitos Humanos (CNCDH).

Apesar disso, acrescenta-se, "a persistência de velhos preconceitos antissemitas e a violência de que os judeus são vítimas convidam à prudência" na interpretação dos números.

Os judeus, que representam menos de 01% da população francesa, foram alvo de 40% dos atos racistas cometidos no país em 2015, contra 51% em 2014.

Lusa

  • Samaris suspenso por três jogos

    Desporto

    O internacional grego do Benfica Samaris foi castigado com três jogos de suspensão pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, após ter sido instaurado um auto de flagrante delito por parte da Comissão de Instrutores.

    Em atualização

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.