sicnot

Perfil

Mundo

Mulheres sauditas autorizadas a guardar cópia do contrato de casamento

As mulheres sauditas obtiveram o direito de ficar com uma cópia do contrato de casamento, até agora um direito exclusivo dos maridos, anunciou hoje o Ministério da Justiça da Arábia Saudita, um país onde as mulheres têm poucos direitos.

© Reuters Photographer / Reuter

Segundo uma diretiva publicada pelo ministro da Justiça, Walid al-Samaani, os religiosos que registam os contratos de casamento devem dar uma cópia à mulher "para lhe permitir tomar conhecimento dos seus direitos e dos termos do contrato".

A decisão destina-se a "proteger os direitos da mulher", indicou o ministério, num comunicado divulgado pela agência oficial SPA.

O ministério explicou ainda que a decisão teve em consideração a possível necessidade da mulher de apresentar este documento em tribunal em caso de disputa com o marido.

Na Arábia Saudita as mulheres não podem conduzir e têm de ter o consentimento de um homem, um tutor, para trabalhar ou viajar, por exemplo.

Lusa

  • Kikas faz história
    1:22
  • Madonna está outra vez em Lisboa 😲
    0:59
  • Hindus pedem a troca de nome da cerveja brasileira Brahma

    Mundo

    Um grupo de hindus pediu a mudança da marca de cerveja Brahma, propriedade da multinacional cervejeira Anheuser-Busch InBev, com sede em Lovaina, na Bélgica, argumentando que é inapropriado uma bebida alcoólica ter o nome que um deus hindu.

  • Manuais oferecidos aos alunos do 1.º ano não podem ser reutilizados
    2:42

    País

    As escolas querem que sejam devolvidos aos alunos os manuais do 1.ºo ano que foram dados gratuitamente pelo Estado para serem reutilizados nos próximos anos. A Associação de Diretores de Agrupamentos diz que os livros estão praticamente todos em bom estado, mas da forma como são feitos pelas editoras é impossível voltar a usá-los. As escolas querem que o Executivo chegue a um entendimento com as editoras para conceber manuais reutilizáveis.

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.