sicnot

Perfil

Mundo

Vinho tinto e chocolate fazem bem aos intestinos

O vinho tinto, o chocolate e o café aumentam a diversidade de bactérias nos intestinos, benéfica para a saúde. É o que sugerem dois estudo publicados na Science, que representam a maior investigação até à data sobre as bactérias que vivem nos intestinos.

Investigadores da Bélgica e da Holanda analisaram as fezes de milhares de voluntários, mapearam as espécies de bactérias que vivem nos seus intestinos e associaram-nas a alguns fatores do estilo de vida.

Os cientistas esperam vir a conseguir usar estes micróbios para diagnosticar e tratar doenças que, aparentemente, estarão relacionadas com as bactérias intestinais.

Jeroen Raes, do Instituto para a Biotecnologia da Flandres, que liderou um dos estudos, acredita que as bactérias intestinais - fortemente influenciadas pela dieta. sãor muito diferentes nos países ocidentais.

Na investigação holandesa, da Universidade de Groningen, verificou-se que alguns laticínios como o iogurte e o leitelho aumentam a diversidade das bactérias intestinais, ao passo que os produtos ricos em gordura tendem a diminuí-la.

Em moderação, consumir vinho tinto e chocolate aumenta esta diversidade que, quanto maior for, melhor nos faz à saúde, explica Alexandra Zhernakova, da Universidade de Groningen.

Por outro lado, diz, alguns medicamentos (antibióticos, antihistamínicos, hormonas e anti-inflamatórios) diminuem a diversidade de bactérias.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.