sicnot

Perfil

Mundo

Classe executiva gera fúria a bordo, conclui estudo

A divisão por "classes" nos aviões pode desencadear reações perigosas nos passageiros e aumentar a probabilidade de incidentes a bordo, na classe económica. É o que sugere um estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

REUTERS

O estudo incluiu dados de uma grande transportadora aéra internacional, ao longo de vários anos e milhares de voos.

Apesar dos incidentes comportamentais a bordo serem raros, explica uma das autoras do estudo, há alguns padrões que foram registados. Segundo os autores da investigação, a existência de executiva é um fator bastante mais importante para o sentimento de raiva do que outros, como o espaço entre assentos, os atrasos ou a limpeza do avião.

O estudo sugere às companhias algumas medidas para esbater os sentimentos de diferença entre as classes executiva e turística, entre elas, por exemplo, não deixar que os passageiros estejam na fila das casas de banho se as da executiva estiverem vazias.

  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Pescador resgatado de um lago gelado na Estónia
    1:08
  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.