sicnot

Perfil

Mundo

Apple perde batalha legal sobre nome iPhone na China

A Apple perdeu uma batalha legal na China relativa ao nome iPhone. A Xintong Tiandi, marca chinesa que vende malas e capas de telemóvel, vai continuar a poder usar o nome iPhone.

Xintong Tiandi

O Tribunal Municipal de Pequim decidiu a favor da Xintong Tiandi, que vende produtos em pele com o termo iPhone. De acordo com o jornal Legal Daily, a Apple não terá registado devidamente a marca iPhone, pelo que o tribunal decidiu que a empresa chinesa "chegou primeiro" e declarou a utilização do termo para os seus produtos em pele.

O pedido original da Apple data de 2002, mas só em 2013 foi aprovado para a “Classe 9: aparelhos elétricos e científicos”. Quanto à Xintong Tiandi, terá pedido em 2007 o registo do termo para a “Classe 18: produtos em couro”, aceite em 2010.

O iPhone da Apple começou a ser vendido na China em 2009. As autoridades chinesas alegam, por isso, que a Apple não consegue provar que a marca tinha visibilidade antes da Xintong Tiandi entrar no mercado.

Após a decisão judicial, a empresa chinesa mostrou abertura para se tornar parceira da Apple.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14