sicnot

Perfil

Mundo

Atacantes matam 16 pessoas com catanas e machados na RD Congo

Atacantes armados com catanas e machados mataram pelo menos 16 pessoas de uma aldeia no instável leste da República Democrática do Congo, relataram hoje responsáveis das Nações Unidas e locais.

Arquivo

Arquivo

© Kenny Katombe / Reuters

O administrador local Bernard Amisi Kalonda disse que o ataque brutal ocorreu na noite de terça-feira na região de Beni, província de North Kivu, uma área onde ocorreram vários massacres, no passado.

"Entre as 20:00 e as 21:00 [mesma hora em Lisboa], o inimigo conseguiu passar o exército e matar pacíficos moradores nas suas casas, degolando-os", disse à agência France-Presse, descrevendo ter à sua frente os 16 corpos das pessoas, "assassinadas com catanas ou machados".

O responsável não conseguiu indicar se os atacantes eram rebeldes do Uganda, das Forças Democráticas Aliadas (ADF, na sigla original), que há muito estão presentes na região.

Esta região tem uma instabilidade crónica há duas décadas, devido à ação de grupos locais armados e outros que cometem violência por motivos étnicos, ou por conflitos sobre a posse de terras e da riqueza mineral local.

"Cerca das 20:00, ouvimos pessoas a gritar e o som de balas", relatou Adona Lesse, responsável da aldeia de Eringeti, acrescentando que continuam à procura de mais possíveis vítimas.

O general Jean Baillaud, comandante da missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo (MONUSCO), disse haver 17 mortos,

Os rebeldes da ADF são acusados de realizar inúmeros ataques sangrentos a civis em Beni e na região vizinha de Ituri, que, de acordo com a ONU, já causaram mais de 500 mortos desde 2014.

Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.