sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades ordenaram evacuação total de cidade canadiana devido a incêndio

A cidade canadiana de Fort McMurray, no noroeste do país, com cerca de 70.000 habitantes, recebeu uma ordem de evacuação total perante a ameaça de um incêndio florestal.

© Topher Seguin / Reuters

© Topher Seguin / Reuters

As autoridades municipais ordenaram a evacuação obrigatória às 18:20 de terça-feira (01:20 de hoje em Lisboa) e pediram aos habitantes da cidade que se dirigissem para norte, de modo a evitar as chamas que bloqueiam a única autoestrada que liga Fort McMurray ao sul da província de Alberta.

"Sejam pacientes, conduzam com cuidado e, por favor, cedam passagem aos veículos de emergência", apelaram as autoridades municipais.

As instruções aconteceram perante o "rápido crescimento do incêndio". Imagens transmitidas pelas televisões mostram gigantescas chamas nos bosques que rodeiam a cidade, alimentadas pelas elevadas temperaturas que se sentem na região e fortes ventos que empurraram o incêndio para o centro da cidade.

Apesar de não se terem ainda registado vítimas, várias casas foram já consumidas pelas chamas.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.