sicnot

Perfil

Mundo

Enviado da ONU alerta para desfecho "catastrófico" em Alepo

O enviado da ONU para a Síria apelou hoje ao fim dos combates em Alepo, a segunda cidade do país, e alertou para um desfecho "catastrófico" caso não sejam interrompidos os confrontos.

© Abdalrhman Ismail / Reuters

"A alternativa é verdadeiramente catastrófica, porque poderemos assistir à deslocação de 400.000 pessoas em direção à fronteira com a Turquia", referiu Staffan de Mistura após conservações em Berlim com os ministros dos Negócios Estrangeiros da França e Alemanha.

As conversações de Berlim, que também incluíram o principal líder da oposição, Riad Hijab, incluem-se numa semana de intensa atividade diplomática, e quando os negociadores tentam preservar uma trégua à beira do colapso.

De Mistura sublinhou que o recomeço das conversações de paz permanece dependente do cessar-fogo.

"Agora, o teste é Alepo", disse.

O ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Frank-Walter Steinmeier, e o seu homólogo francês, Jean-Marc Ayrault, também emitiram alertas no mesmo sentido.

"Se não for garantido um cessar-fogo nas próximas horas em Alepo, tudo pode entrar em colapso", referiu Ayrault.

"Todas as esperanças que colocámos no processo de paz desapareceriam, mesmo que seja uma necessidade para os sírios e todos os refugiados que pretendem regressar para viver no seu país", acrescentou.

A guerra na Síria fez já mais de 270 mil mortos desde 2011, de acordo com a organização não-governamental Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Lusa

  • Carlos César admite diálogo "mais fácil" com PSD de Rio
    1:36

    País

    O presidente e líder parlamentar do PSD diz que o partido não precisa de novos aliados, mas acredita que vai ser mais fácil dialogar com o PSD liderado por Rui Rio, Carlos César visitou esta segunda-feira as regiões afetadas pelos incêndios do ano passado, no primeiro dia das jornadas parlamentares dos socialistas.

  • Benfica é o único clube português na lista dos mais ricos
    1:34
  • Papa pede perdão a vítimas de abusos por ter usado expressão "menos feliz"
    1:21

    Mundo

    No final da visita à América Latina, já no avião de regresso a Roma, o Papa Francisco pediu desculpa às vítimas de abusos sexuais no Chile. O líder da Igreja católica considerou que utilzou uma expressão menos "feliz" quando saiu em defesa do bispo Juan Barros, exigindo "provas" a quem o acusa de não ter agido.

  • Os três pontos de Ronaldo
    1:16
  • Decifrado pergaminho encontrado há 50 anos

    Mundo

    Investigadores israelitas reconstituíram e decifraram um dos dois manuscritos de pergaminhos do Mar Morto que nunca tinham sido interpretados desde que foram descobertos há meio século, anunciou a universidade israelita de Haifa.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC