sicnot

Perfil

Mundo

Israel vai ter representação oficial na NATO

A NATO vai ter, na sua sede em Bruxelas, um gabinete permanente de representação de Israel, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita.

reuters

"A NATO informou Israel esta noite de que poderia abrir um gabinete na sede da organização em Bruxelas e completar o processo de acreditação dos seus representantes junto da organização", refere um comunicado divulgado na terça-feira à noite pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

De acordo com o comunicado, o anúncio acontece "após prolongados esforços diplomáticos israelitas feitos pelos ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Defesa e pelo gabinete do primeiro-ministro".

"Israel deseja agradecer aos seus aliados na organização o apoio e esforços nesta questão", diz a nota.

O Estado judaico não está integrado na NATO, mas tem beneficiado de cooperação no campo militar e atualmente faz parte do Diálogo do Mediterrâneo, um programa patrocinado pela NATO em cooperação com sete nações mediterrânicas.

O primeiro-ministro israelita, Benjamín Netanyahu, saudou a decisão: "Celebro este anúncio da NATO. É um passo importante para o apoio à segurança de Israel. Reflete o estatuto de Israel e o apoio de muitos na organização para cooperar connosco no campo da segurança".

Alguns membros da NATO, também conhecida como Aliança Atlântica, opuseram-se, no passado, ao aumento da cooperação com Israel, com o argumento de que esta medida poderia prejudicar as relações da aliança com estados muçulmanos, incluindo o Afeganistão, uma das principais prioridades operacionais da organização.

Atualmente, a NATO conta com 40 nações associadas ou com algum tipo de vínculo institucional.

O tratado da Aliança, de que fazem parte formalmente 28 nações, estipula que para que a NATO defenda militarmente um país, este deve ser membro de pleno direito e não apenas sócio.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.