sicnot

Perfil

Mundo

Israel vai ter representação oficial na NATO

A NATO vai ter, na sua sede em Bruxelas, um gabinete permanente de representação de Israel, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita.

reuters

"A NATO informou Israel esta noite de que poderia abrir um gabinete na sede da organização em Bruxelas e completar o processo de acreditação dos seus representantes junto da organização", refere um comunicado divulgado na terça-feira à noite pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

De acordo com o comunicado, o anúncio acontece "após prolongados esforços diplomáticos israelitas feitos pelos ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Defesa e pelo gabinete do primeiro-ministro".

"Israel deseja agradecer aos seus aliados na organização o apoio e esforços nesta questão", diz a nota.

O Estado judaico não está integrado na NATO, mas tem beneficiado de cooperação no campo militar e atualmente faz parte do Diálogo do Mediterrâneo, um programa patrocinado pela NATO em cooperação com sete nações mediterrânicas.

O primeiro-ministro israelita, Benjamín Netanyahu, saudou a decisão: "Celebro este anúncio da NATO. É um passo importante para o apoio à segurança de Israel. Reflete o estatuto de Israel e o apoio de muitos na organização para cooperar connosco no campo da segurança".

Alguns membros da NATO, também conhecida como Aliança Atlântica, opuseram-se, no passado, ao aumento da cooperação com Israel, com o argumento de que esta medida poderia prejudicar as relações da aliança com estados muçulmanos, incluindo o Afeganistão, uma das principais prioridades operacionais da organização.

Atualmente, a NATO conta com 40 nações associadas ou com algum tipo de vínculo institucional.

O tratado da Aliança, de que fazem parte formalmente 28 nações, estipula que para que a NATO defenda militarmente um país, este deve ser membro de pleno direito e não apenas sócio.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.