sicnot

Perfil

Mundo

Cientistas descrevem buraco negro com 660 milhões de vezes a massa do Sol

Uma equipa internacional de cientistas descreve hoje um buraco negro que tem 660 milhões de vezes a massa do Sol e uma nuvem de gás que o circunda a 1,7 milhões de quilómetros por hora.

Ilustração do buraco negro com uma massa 12 mil milhões de vezes maior que a do Sol.

Ilustração do buraco negro com uma massa 12 mil milhões de vezes maior que a do Sol.

© NASA / Reuters

Liderados por Aaron J. Barth, da Universidade da Califórnia, os cientistas estudaram o buraco negro, que se encontra no centro de uma galáxia chamada NGC1332, a 73 milhões de anos-luz da Terra, com recurso ao Grande Conjunto Milimétrico/Submilimétrico de Atacama (ALMA, na sigla em inglês), o maior projeto astronómico do mundo.

O ALMA, um telescópio com 66 antenas localizado a cerca de 5.000 metros de altitude no Chile, permitiu aos cientistas medirem o buraco negro com uma precisão sem precedentes, pode ler-se num comunicado sobre o artigo, publicado hoje na revista Astrophysical Journal Letters.

Os buracos negros, os mais massivos dos quais estão normalmente nos centros das galáxias, são tão densos que a sua gravidade atrai tudo o que se encontre próximo, incluindo a luz, explicou Andrew J. Baker, da Universidade Rutgers, em Nova Jérsia, citado no comunicado.

Um buraco negro forma-se quando a matéria, muitas vezes após a explosão de uma estrela, se condensa pelo efeito da gravidade.

Os buracos negros supermassivos no centro de galáxias massivas brilham ao engolir gás, estrelas e outros buracos negros.

No entanto, explicou Baker, "só porque existe um buraco negro na vizinhança, não significa que funcione como um aspirador cósmico".

As estrelas podem aproximar-se de um buraco negro sem serem engolidas, desde que se mantenham em órbitas estáveis e se movam suficientemente depressa, acrescentou o investigador.

Os cientistas acreditam que todas as galáxias massivas têm um buraco negro a massivo no centro. "A ubiquidade dos buracos negros é um indicador da profunda influência que têm na formação das galáxias em que vivem", disse Baker.

Compreender a formação e evolução das galáxias é um dos maiores desafios da astrofísica moderna e para entender como as galáxias se formam e evoluem, é preciso entender os buracos negros, pois os crescimentos das galáxias e dos seus buracos negros estão coordenados, afirmou.

Para compreender os buracos negros, é importante medir a sua massa exata, o que permite aos cientistas saber se o buraco negro está a crescer mais ou menos depressa do que a sua galáxia.

Para medir o buraco negro no centro da NGC 1332, os cientistas utilizaram as observações de alta resolução captadas pelo ALMA de um disco gigante de monóxido de carbono que orbita o buraco e mediram também a sua velocidade.

"Este é um caso em que os novos instrumentos nos permitiram concretizar um avanço importante em termos do que podemos dizer cientificamente", disse Baker, sublinhando que a caracterização da massa dos buracos negros tem sido uma área de investigação muito ativa nos últimos 20 anos.

Os autores do estudo já apresentaram uma proposta para usar o ALMA para observar outros buracos negros.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.