sicnot

Perfil

Mundo

Luaty Beirão entra novamente em greve de fome

Luaty Beirão voltou a entrar em greve de fome. O luso- angolano recusa-se a comer, a falar e a vestir-se. Está contra transferência para um hospital prisão. Um familiar diz que não aceita receber comida e está deitado no chão, totalmente nú.

Luaty Beirão

Luaty Beirão

Luaty Beirão tem 34 anos. Músico e engenheiro informático de profissão, tem sido um dos rostos mais visíveis de um grupo de 13 ativistas

Às 21:30 de hoje, no Fórum Lisboa, decorre uma sessão de apoio aos ativistas detidos e condenados em Angola e organizada por várias figuras públicas. Entre os oradores estão Marisa Matias, Pacheco Pereira, Isabel Moreira.

  • Mulher de Luaty Beirão acusa governo português de cumplicidade com Angola
    11:26

    Mundo

    Mónica Almeida, mulher do músico e cidadão luso-angolano, Luaty Beirão, considera que o Governo português é cúmplice do Governo angolano. Em entrevista telefónica hoje à SIC Notícias, Mónica Almeida criticou a posição das autoridades portuguesas perante a falta de democracia e a violação dos direitos humanos em Angola.

  • Portugal é cúmplice do Governo angolano, acusa mulher de Luaty Beirão
    0:59

    Mundo

    A mulher de Luaty Beirão criticou o Governo português por cumplicidade com o regime de José Eduardo do Santos, num caso de julgamento político. Mónica Almeida lamenta que o Presidente da República e o primeiro ministro não manifestem solidariedade com os ativistas e reprova a forma como decorreu o processo.

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19