sicnot

Perfil

Mundo

Mulher desafia centenas de neonazis na Suécia

A fotografia de uma mulher com o punho erguido a desafiar uma marcha neonazi na Suécia tornou-se viral. A ativista disse aos media suecos que aquele ato foi um impulso e que estava chocada com a reações à fotografia.

David Lagerlöf

Durante uma manifestação do Movimento Nórdico da Resistência em Borlänge, na Suécia, realizou-se um contraprotesto, onde Tess Asplund pôde mostrar ao mundo a sua bravura.

Cerca de 300 pessoas participaram na marcha neonazi. Outros tantos juntaram-se ao contraprotesto.

A fotografia, tirada num momento de confronto, foi publicada pelo fotógrafo David Lagerlöf na sua conta do Twitter e a partir daí foi rapidamente partilhada pelos meios sociais, jornais e sites à volta do mundo.

Tess Asplund disse que seria ótimo se a fotografia fizesse com que as pessoas tomassem mais atenção à luta contra o racismo. Contudo, a mulher não quer ser um símbolo dessa luta.

No Twitter, as pessoas descrevem-na como "heroína" e "maravilhosa". Outros reconheceram a sua "coragem" e "inacreditável bravura". Até a conhecida autora J.K. Rolling partilhou a fotografia na sua conta do Twitter, onde enalteceu o ato da mulher.

Os Movimentos Neonazis têm crescido na Suécia e noutros países europeus, como um resultado da crise migratória. O Partido Democrático sueco de anti-imigração é a terceira maior força política do país.

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16

    Economia

    A Nokia chegou a ser uma das maiores empresas do mundo devido ao fabrico de telemóveis. Caiu, mas acaba de fazer renascer um dos sucessos de vendas do início do milénio. O anúncio foi feito este domingo, em Barcelona.