sicnot

Perfil

Mundo

Perseguição policial das autoridades belgas provoca acidente em França

Uma perseguição policial pelas autoridades belgas provocou hoje um "aparatoso choque em cadeia" numa autoestrada francesa perto de Dunquerque, com mais de uma dezena de automóveis, segundo as autoridades.

Arquivo

Arquivo

© Pascal Rossignol / Reuters

De acordo com a agência noticiosa France Presse, um veículo onde seguiam alegados traficantes, com matrícula britânica e que tentava escapar, a grande velocidade, da polícia belga, foi atingido a tiro pelos agentes que o perseguiam na zona de fronteira entre a Bélgica e a França.

Os tiros da polícia belga atingiram os pneus do carro dos alegados traficantes, que, apesar dos disparos, continuaram em fuga, com as rodas vazias, tendo chocado logo depois nos automóveis que circulavam na autoestrada.

O Centro Nacional de Informação Rodoviário francês indicou que a circulação na autoestrada A16 foi cortada desde as 09:00 (7:00 em Lisboa) nos dois sentidos, na zona de Dunquerque, tendo-se registado vários feridos cuja gravidade ainda se desconhece.

Segundo as primeiras informações, pelo menos um helicóptero retirou as vítimas do local do acidente.

Devido ao corte da circulação na autoestrada, as filas de carros atingiam às 09:00 (de Lisboa) mais de dez quilómetros, em ambos os sentidos.

Lusa

  • Eliseu está com gripe e não treinou

    Taça das Confederações

    Eliseu não deverá ser opção para jogo de sábado da seleção nacional, na Taça das Confederações. O jogador está com gripe e não treinou esta manhã em S. Petersburgo. Sem Raphaël Guerreiro, lesionado, Portugal fica sem defesas esquerdos disponíveis.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Johnny Depp sugere assassínio de Trump
    0:31