sicnot

Perfil

Mundo

Perseguição policial das autoridades belgas provoca acidente em França

Uma perseguição policial pelas autoridades belgas provocou hoje um "aparatoso choque em cadeia" numa autoestrada francesa perto de Dunquerque, com mais de uma dezena de automóveis, segundo as autoridades.

Arquivo

Arquivo

© Pascal Rossignol / Reuters

De acordo com a agência noticiosa France Presse, um veículo onde seguiam alegados traficantes, com matrícula britânica e que tentava escapar, a grande velocidade, da polícia belga, foi atingido a tiro pelos agentes que o perseguiam na zona de fronteira entre a Bélgica e a França.

Os tiros da polícia belga atingiram os pneus do carro dos alegados traficantes, que, apesar dos disparos, continuaram em fuga, com as rodas vazias, tendo chocado logo depois nos automóveis que circulavam na autoestrada.

O Centro Nacional de Informação Rodoviário francês indicou que a circulação na autoestrada A16 foi cortada desde as 09:00 (7:00 em Lisboa) nos dois sentidos, na zona de Dunquerque, tendo-se registado vários feridos cuja gravidade ainda se desconhece.

Segundo as primeiras informações, pelo menos um helicóptero retirou as vítimas do local do acidente.

Devido ao corte da circulação na autoestrada, as filas de carros atingiam às 09:00 (de Lisboa) mais de dez quilómetros, em ambos os sentidos.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a lider da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleiçoes em vários países, como a Alemanha e a Holanda.