sicnot

Perfil

Mundo

Zona de testes nucleares norte-coreanos com pouca atividade na véspera de congresso

O centro de testes nucleares norte-coreano de Punggye-ri mostrou "escassa atividade" nos últimos dias apesar das advertências de que Pyongyang poderia realizar um novo teste antes do congresso do partido único, que começa na sexta-feira.

Kim Jong-un, líder supremo da Coreia do Norte.

Kim Jong-un, líder supremo da Coreia do Norte.

© KCNA KCNA / Reuters

As imagens captadas por satélites no início da semana e analisadas hoje pelo portal especializado "38north" indicam que não parece haver preparativos para a realização de um teste nuclear subterrâneo iminente, devido à ausência de veículos e pessoal em vários pontos de Punggye-ri.

O Governo sul-coreano tem vindo a alertar que a Coreia do Norte pode realizar o seu quinto teste nuclear nos próximos dias de modo a fortalecer a posição do líder Kim Jong-un antes do congresso do Partido dos Trabalhadores, que arranca na sexta-feira e que é o primeiro em 36 anos.

Em janeiro, a Coreia do Norte realizou o seu quarto teste nuclear e em fevereiro lançou um 'rocket' para o espaço com tecnologia de um míssil intercontinental, o que levou a ONU a impor as mais severas sanções até à data.

No congresso podem ser anunciadas decisões importantes, especialmente em matéria económica -- alguns especialistas acreditam que Kim pode impor uma mudança geracional entre as elites do país.

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.