sicnot

Perfil

Mundo

Amnistia Internacional considera "preocupante" a situação de Luaty Beirão

O diretor executivo da seção portuguesa da Amnistia Internacional disse hoje que a organização não-governamental admite fazer uma nova ação pelos presos de consciência angolanos tendo em vista a atual situação de Luaty Beirão que considera "preocupante".

Luaty Beirão

Luaty Beirão

"Os últimos acontecimentos que temos vindo a acompanhar através de vários relatos são preocupantes. Luaty Beirão está em greve de fome, de nudez e de silêncio. Uma das fontes é a própria irmã", disse à Lusa, Pedro Neto, diretor executivo da secção portuguesa da Amnistia Internacional (AI).

O ativista luso-angolano Luaty Beirão está em greve de fome, de silêncio e de nudez, desde quinta-feira, como forma de protesto contra a transferência do local de detenção.

Dos 17 ativistas condenados no processo por atos preparatórios para uma rebelião e associação de malfeitores - e a cumprirem pena - 12 foram concentrados nos últimos dias no Hospital-Prisão de São Paulo, em Luanda.

"Para nós é preocupante porque é uma situação que se arrasta indefinidamente e poderia ter uma solução fácil: a liberdade. Consideramos que são prisioneiros de consciência. Não fizeram mal a ninguém e, portanto, todo este processo tem sido uma afronta à justiça", sublinha o responsável pela organização não-governamental.

Pedro Neto recorda que a Amnistia Internacional condena "desde o início" (junho de 2015) a prisão e julgamento dos ativistas em Luanda que classifica como "farsa".

"Nós temos uma campanha a decorrer pela libertação imediata destes ativistas. Fizemos bastantes ações nos últimos tempos e ponderaremos outra ação para que este assunto não caia no esquecimento e que estas pessoas possam ter acesso à liberdade a que têm direito", indicou ainda o diretor executivo da Amnistia Internacional em Portugal.

Lusa

  • Proteção Civil desmobiliza meios em Setúbal

    País

    A Proteção Civil vai começar a desmobilizar, hoje à tarde, meios de combate ao incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal e que já está em fase de rescaldo, disse à agência Lusa o vereador da Proteção Civil Municipal.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • Portugal condenado por decisão "discriminatória e preconceituosa"
    1:19

    País

    Portugal voltou a ser condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, desta vez por causa de uma decisão discriminatória e preconceituosa. Trata-se do caso da mulher a quem o Supremo Tribunal Administrativo baixou o valor de uma indemnização por negligência médica. Entre os vários argumentos usados, os juízes portugueses consideraram que a sexualidade é menos importante quando se tem 50 anos e dois filhos.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.