sicnot

Perfil

Mundo

Canadianos enfrentam longa espera até regressarem a cidade envolta por chamas

As dezenas de milhares de pessoas que tiveram de deixar a cidade canadiana de Fort McMurray devido a intensos fogos florestais enfrentam uma longa espera até poderem regressar a casa, indicou o Governo local na quinta-feira.

© Handout . / Reuters

Os danos causados pelas chamas são significativos e não há meio de prever quando os residentes podem regressar à cidade, que foi evacuada, disse a primeira-ministra da província de Alberta, Rachel Notley.

"Infelizmente, sabemos que não é uma questão de dias", lamentou.

Notley reconheceu, durante uma conferência de imprensa, que o incêndio permanece fora de controlo e que assim vai continuar, apesar dos mais de 1.100 bombeiros, 145 helicópteros e 22 aviões cisterna que o estão a combater.

A primeira-ministra de Alberta recordou que as estranhas condições meteorológicas que afetam a província, com temperaturas muito acima do que é normal nesta altura do ano, fazem com que toda a província esteja em condições de risco extremo de incêndio.

O fogo já obrigou 90 mil pessoas a saírem das suas casas, no noroeste do país, e consumiu 85 mil hectares de floresta desde a noite de domingo.

Lusa

  • Incêndio no Canadá já destruiu cerca de duas mil casas
    1:01

    Mundo

    O incêndio florestal em Fort McMurraym, no Canadá, continua fora de controlo. As chamas já destruíram cerca de duas mil casas na cidade no estado de Alberta e mais de 10 mil hectares de floresta. Todos os habitantes foram obrigados a sair das suas casas. Foi declarado o estado de Emergência em toda a província de Alberta.

  • Incêndio no Canadá pode reduzir cidade inteira a cinzas
    1:40

    Mundo

    Um incêndio em Fort McMurray, no Canadá, obrigou mais de 88 mil pessoas a abandonar as casas. Segundo as autoridades, o fogo poderá destruir a cidade inteira. As chamas estão a ser combatidas por centenas de bombeiros, com recurso a aviões e helicópteros. O perigo das chamas obrigou a ser decretado o estado de emergência.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51