sicnot

Perfil

Mundo

Polícia norte-americana deteve suspeito de tiroteios no Estado de Maryland

A polícia norte-americana deteve o suspeito de ter realizado três tiroteios nas últimas 24 horas nos arredores de Washington, que provocaram a morte a três pessoas e três feridos.

(Arquivo/AP)

(Arquivo/AP)

Jose Luis Magana

O detido é o agente Eulalio Tordil, de 62 anos, confirmou a polícia do condado de Montigomery, no Estado de Maryland, situado próximo de Washington, na rede social Twitter.

A polícia investiga agora um "possível vínculo" entre um tiroteio ocorrido quinta-feira em Beltsville e os dois de hoje em zonas próximas Bethesda.

Eulalio Tordil está em fuga desde quinta-feira à tarde depois de ter morto a sua ex-mulher e ferir uma pessoa que o tentou impedir.

A polícia suspeita que o agente é também o autor dos dois tiroteios consecutivos ocorridos hoje num centro comercial e num supermercado, que provocaram dois mortos e dois feridos.

O suspeito é um agente do Serviço de Proteção Federal, a quem foi retirada a arma e o distintivo, depois de um tribunal emitir uma ordem de proteção contra si por alegados abusos a um dos filhos durante 10 anos e por ameaças à ex-mulher.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras