sicnot

Perfil

Mundo

Dois portugueses retirados de cidade canadiana envolta em chamas

Pelo menos dois portugueses tiveram de abandonar a cidade canadiana de Fort McMurray, onde lavra um intenso incêndio, disse hoje à agência Lusa a cônsul-geral de Portugal em Vancouver.

© Chris Wattie / Reuters

Os dois portugueses estão agora "em segurança", explicou Maria João Boavida, adiantando que a saída da cidade aconteceu de forma "ordenada e tranquila tanto quando foi possível".

Até agora, o consulado "não foi contactado por cidadãos portugueses que necessitem de apoio consular, nem tem conhecimento de mais portugueses" que tivessem sido retirados da área afetada pelo incêndio.

O incêndio em Fort McMurray já levou à destruição de mais de duas mil casas, obrigando à evacuação de várias localidades.

Desde domingo, mais de mil quilómetros quadrados de floresta foram consumidos pelas chamas, o que corresponde a uma área equivalente a dez vezes a cidade de Paris.

A diplomata, também responsável pela província de Alberta, confirmou ainda que os dois portugueses estão agora em Edmonton, a 430 quilómetros de Fort McMurray.

"Fort McMurray tem uma população temporária muito importante, porque é a principal zona de exploração petrolífera de Alberta. Há muitos trabalhadores provenientes de outras províncias, como o Quebeque, Colúmbia Britânica ou da Nova Escócia, daí que o número de residentes possa efetivamente não responder aos habitantes registados na região", contou Maria João Boavida.

O Consulado Geral de Portugal em Vancouver vai continuar a acompanhar a situação "à distância", visto estar localizado a mais de mil quilómetros de cidades como Edmonton.

Cerca de 18 mil portugueses e lusodescendentes vivem na província de Alberta, concentrados maioritariamente nas cidades de Edmonton e de Calgary.

Quarenta fogos florestais estão hoje ativos em Alberta, dos quais cinco são considerados "fora de controlo". No local estão 1.200 bombeiros, apoiados por 110 helicópteros e 27 aviões de combate a incêndios.

Este é já considerado o maior desastre natural da história canadiana, com a reconstrução da cidade de Fort McMurray a ter um custo previsto de nove mil milhões de dólares canadianos (seis mil milhões de euros).

Lusa

  • Fogo na província de Alberta fora de controlo desde domingo
    1:53

    Mundo

    Continua sem controlo o incêndio florestal em Alberta, no Canadá. Cerca de 90 mil pessoas já abandonaram a zona e o Governo admite que tão cedo não vão poder regressar a casa. O fogo, que que deflagrou no domingo, queimou, até quinta-feira, 85 mil hectares de floresta.

  • Incêndio no Canadá já destruiu cerca de duas mil casas
    1:01

    Mundo

    O incêndio florestal em Fort McMurraym, no Canadá, continua fora de controlo. As chamas já destruíram cerca de duas mil casas na cidade no estado de Alberta e mais de 10 mil hectares de floresta. Todos os habitantes foram obrigados a sair das suas casas. Foi declarado o estado de Emergência em toda a província de Alberta.

  • Incêndio no Canadá pode reduzir cidade inteira a cinzas
    1:40

    Mundo

    Um incêndio em Fort McMurray, no Canadá, obrigou mais de 88 mil pessoas a abandonar as casas. Segundo as autoridades, o fogo poderá destruir a cidade inteira. As chamas estão a ser combatidas por centenas de bombeiros, com recurso a aviões e helicópteros. O perigo das chamas obrigou a ser decretado o estado de emergência.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.