sicnot

Perfil

Mundo

Juncker diz que Brexit teria "consequências imprevisíveis"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou hoje que uma eventual saída do Reino Unido da União Europeia (UE) terá "consequências imprevisíveis na convivência dos europeus".

© Max Rossi / Reuters

Os britânicos vão pronunciar-se, através de referendo marcado para 23 de junho, sobre se querem ficar ou sair da União Europeia -- o chamado 'Brexit' - e as sondagens apontam para uma indecisão.

Em caso de voto negativo, uma saída "terá seguramente consequências imprevisíveis na convivência dos europeus", afirmou Juncker, em entrevista aos jornais do grupo alemão Funke Mediengruppe, a publicar na segunda-feira, e que está a ser citada pela AFP.

O responsável europeu acrescentou que "não quer de todo especular" sobre este assunto, até porque diz estar "convencido de que os britânicos vão decidir com razoabilidade".

"Todos os europeus estão ligados [à ideia de que] o Reino Unido continue na família", afirmou Jean-Claude Juncker, recordando que a UE aprovou em fevereiro "um acordo justo" com o Reino Unido para responder às preocupações do país.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, conseguiu, em fevereiro deste ano, um compromisso com os outros 27 Estados-Membros da UE e está agora a fazer campanha pela manutenção do país, no grupo dos 28.

Com este acordo, o Reino Unido reforçou o seu estatuto especial: conseguiu aprovar medidas protecionistas para a City de Londres, ainda que não use o euro como moeda, bem como impor novas restrições ao acesso por parte dos migrantes europeus ao seu sistema de apoios sociais.

Lusa

  • Mayor de Londres anuncia campanha pelo Brexit

    Mundo

    O mayor de Londres, o deputado conservador Boris Johnson, anunciou hoje que vai fazer campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia (UE), depois de o primeiro-ministro, David Cameron, lhe ter dirigido um apelo em sentido contrário.

  • Agência Moody's avisa que Brexit terá impacto no rating do Reino Unido
    2:15

    Economia

    A agência Moody's avisa que o Brexit terá impacto no rating do Reino Unido. A libra teve num dia a maior queda em 7 anos. David Cameron apresentou oficialmente ao Parlamento britânico a proposta de referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia. Mas depois do aparente sucesso do acordo alcançado no Conselho Europeu, o chefe do Governo viu cinco ministros e vários membros do partido fazerem-lhe frente.

  • David Cameron volta a defender que o Reino Unido só perde com a saída da UE
    1:27

    Mundo

    O primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou que 3 milhões de empregos dependem dos acordos de comércio com os Estados-membros da União Europeia. Ontem, depois do "mayor" londrino, Boris Johnson, ter anunciado que vai fazer campanha a favor do Brexit, a libra caiu para o valor mais baixo dos últimos sete anos, face ao dólar.Administradores de quase 200 empresas defendem que o Brexit representa uma ameaça para a economia.

  • Sim e não ao "Brexit" praticamente empatados

    Mundo

    Os partidários da permanência do Reino Unido na União Europeia (UE) e os da sua saída (ou "Brexit") estão praticamente empatados, revela uma sondagem divulgada hoje, no início da campanha oficial do referendo.

  • Obama está em Londres para analisar o Brexit

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está em Londres para analisar a possível saída dos britânicos da União Europeia. O Air Force One aterrou no aeroporto de Stansted, no nordeste da capital britânica, às 21H45. Além do Brexit, Barack Obama tem ainda agendado um almoço com a rainha Isabel II, que acaba de celebrar 90 anos. Esta é a quinta visita de Obama ao Reino Unido e será provavelmente a última como Presidente dos Estados Unidos da América.

  • Visita de Obama ao Reino Unido criticada pelos apoiantes do Brexit
    2:13

    Mundo

    A visita de Barack Obama a Londres está a ser ensombrada pelas críticas dos que se opõem à permanência do Reino Unido na União Europeia. Os partidários do chamado Brexit apontam o dedo ao Presidente norte-americano por estar a interferir num assunto interno, ao apoiar a posição de David Cameron. Além do encontro com o primeiro-ministro britânico, Obama e Michelle foram recebidos pela rainha Isabel II. Depois do Reino Unido Barack Obama vai visitar Hannover na Alemanha.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47