sicnot

Perfil

Mundo

Manifestação em frente ao parlamento grego acaba em confrontos com a polícia

Manifestação em frente ao parlamento grego acaba em confrontos com a polícia

A capital da Grécia volta a ser palco de protestos violentos, com mais de 10 mil pessoas nas ruas de Atenas, segundo a polícia. A manifestação que encheu a praça Sintagma, em frente ao Parlamento grego acabou com a polícia a lançar gás lacrimogéneo contra os manifestantes que, por sua vez lançaram cadeiras e todo o tidpo de objetos contra as forças de segurança.

Pelo terceiro dia consecutivo trabalhadores, estudantes e desempregados voltaram a encher a praça em frente ao parlamento grego que ainda hoje vota a polémica reforma das aposentações, exigida pelos credores internacionais para libertar mais uma tranche de ajuda financeira.

A proposta em cima da mesa implica aumentos das contribuições sociais, a subida de impostos para os mais ricos, novos tetos nas pensões dos gregos.

Para além de Atenas há ainda registo de protestos em Tessalónica onde pelo menos 14 mil pessoas sairam às ruas da segunda maior cidade grega.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.