sicnot

Perfil

Mundo

Residentes regressam a casa após extensão de trégua em Alepo

As famílias de Alepo regressaram a casa e as escolas reabriram depois de anunciada a extensão do cessar-fogo, no sábado, por 72 horas na cidade síria.

© Hosam Katan / Reuters

Mais de 300 civis morreram nas duas semanas de intensos combates na cidade dividida, antes de a trégua ter entrado em vigor, na passada quinta-feira, com ataques aéreos das forças do Governo e bombardeamentos pelos rebeldes.

Com o cessar-fogo, os residentes regressaram ao leste de Alepo, encorajados pela suspensão dos confrontos mortais.

"Decidi voltar a casa depois de familiares me terem dito que [a cidade] estava calma", disse à AFP Abu Mohammed, pai de seis crianças.

"Tínhamos ido embora porque aqui era uma carnificina. Os ataques aéreos eram incríveis", explicou o residente do bairro de Kalasseh, numa área controlada pelos rebeldes.

A comunidade internacional espera que uma suspensão dos combates permita recuperar as negociações de paz para pôr fim à guerra de cinco anos que já matou mais de 270 mil pessoas e obrigou milhões a deixarem as suas casas.

As escolas do leste de Alepo reabriram no sábado depois de terem estado mais de duas semanas fechadas.

"Houve muitos bombardeamentos e os nossos pais ficaram assustados e não nos deixaram ir à escola", explicou um aluno à agência.

O Ministério da Defesa russo anunciou, minutos antes no final do cessar-fogo inicial, que a trégua tinha sido alargada "para prevenir que a situação piore".

"O regime de silêncio na província de Latakia e na cidade de Alepo foi estendido das 00:01 de 07 de maio por 72 horas", indicou um comunicado do ministério.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.