sicnot

Perfil

Mundo

Residentes regressam a casa após extensão de trégua em Alepo

As famílias de Alepo regressaram a casa e as escolas reabriram depois de anunciada a extensão do cessar-fogo, no sábado, por 72 horas na cidade síria.

© Hosam Katan / Reuters

Mais de 300 civis morreram nas duas semanas de intensos combates na cidade dividida, antes de a trégua ter entrado em vigor, na passada quinta-feira, com ataques aéreos das forças do Governo e bombardeamentos pelos rebeldes.

Com o cessar-fogo, os residentes regressaram ao leste de Alepo, encorajados pela suspensão dos confrontos mortais.

"Decidi voltar a casa depois de familiares me terem dito que [a cidade] estava calma", disse à AFP Abu Mohammed, pai de seis crianças.

"Tínhamos ido embora porque aqui era uma carnificina. Os ataques aéreos eram incríveis", explicou o residente do bairro de Kalasseh, numa área controlada pelos rebeldes.

A comunidade internacional espera que uma suspensão dos combates permita recuperar as negociações de paz para pôr fim à guerra de cinco anos que já matou mais de 270 mil pessoas e obrigou milhões a deixarem as suas casas.

As escolas do leste de Alepo reabriram no sábado depois de terem estado mais de duas semanas fechadas.

"Houve muitos bombardeamentos e os nossos pais ficaram assustados e não nos deixaram ir à escola", explicou um aluno à agência.

O Ministério da Defesa russo anunciou, minutos antes no final do cessar-fogo inicial, que a trégua tinha sido alargada "para prevenir que a situação piore".

"O regime de silêncio na província de Latakia e na cidade de Alepo foi estendido das 00:01 de 07 de maio por 72 horas", indicou um comunicado do ministério.

Lusa

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.