sicnot

Perfil

Mundo

Assassino de agricultor português morre em troca de tiros com polícia na Venezuela

Um jovem de 19 anos, alegadamente envolvido no assassínio de um agricultor português na Venezuela, morreu hoje numa troca de tiros com a polícia, no bairro Andrés Eloy Blanco, no Estado de Arágua, a 100 quilómetros de Caracas.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

Segundo fontes policiais, Joseph Linares, conhecido pela alcunha de "El Gatico", era suspeito de ter assassinado a tiro o agricultor Juan Francisco Fernandes Vieira, de 46 anos.

O assassinato ocorreu na tarde do último sábado, na localidade de Santa Cruz, Estado de Arágua, e o suspeito teria roubado um camião que o agricultor usava para transportar produtos agrícolas, quando o português transportava vários trabalhadores da sua fazenda.

"El Gatico" apercebeu-se de que oficiais da Polícia de Arágua e do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminais (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária) realizavam uma operação conjunta para o apanhar e disparou contra os funcionários.

O jovem terá agarrado a mesma arma com que matou o agricultor português para disparar vários tiros contra a polícia, quando os oficiais se aproximavam da casa onde se encontrava.

Durante a troca de disparos, ficou gravemente ferido, foi transportado ao Centro de Diagnóstico Integral de Santa Cruz, onde faleceu pouco depois de dar entrada.

Entretanto, a polícia venezuelana deteve quatro outros indivíduos, suspeitos também de estarem envolvidos no assassinato do agricultor português e de fazerem parte de um grupo criminoso conhecido pelo apelido de "El Changó", contra o qual existem denúncias de sequestro e roubo de agricultores da localidade.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41