sicnot

Perfil

Mundo

Empresários sul-coreanos recorrem contra fecho de complexo intercoreano

Os empresários sul-coreanos que estavam em Kaesong, complexo industrial intercoreano fechado desde fevereiro, apresentaram hoje um recurso na justiça contra a decisão do Governo de Seul de se retirar do projeto.

reuters

O grupo de empresários, que representa uma centena de firmas, afirma que a decisão de Seul viola o direito constitucional à propriedade.

A decisão de retirar de Kaesong - um dos últimos projetos de cooperação entre o Norte e o Sul - foi a resposta das autoridades sul-coreanas ao quarto ensaio nuclear norte-coreano e ao lançamento daquilo que Pyongyang afirmou ser um foguetão para colocar um satélite no espaço, mas que a comunidade internacional considerou tratar-se de um míssil de longo alcance.

O Governo de Pyongyang retaliou com a expulsão de todos os empresários e a apreensão dos bens sul-coreanos, incluindo matérias-primas, produtos acabados e equipamentos.

Cerca de 53 mil norte-coreanos trabalhavam em Kaesong em 124 firmas sul-coreanas, sobretudo na confeção, eletrónica e produção química.

As empresas sul-coreanas exigiram ao Governo o pagamento de cerca de 663 milhões de dólares (582 milhões de euros) em compensações e juros. No recurso, pediram ao tribunal constitucional que determine que as autoridades foram demasiado longe ao decidirem retirar-se do projeto.

"Sempre pedimos ao Governo do Norte para gerir Kaesong em conformidade com as regras de um Estado de direito, mas foi o nosso próprio Governo que violou o direito à propriedade ao tomar a súbita decisão de fechar (a zona) sem fundamento legal", acusou o grupo, em comunicado.

A zona de Kaesong, situada em território norte-coreano, nasceu no âmbito da "diplomacia raio de sol", desenvolvida por Seul de 1998 a 2008 e que visava encorajar os contactos entre os dois irmãos inimigos.

Em 12 anos, as sociedades sul-coreanas pagaram o equivalente a 560 milhões de dólares em salários às autoridades norte-coreanas que supervisionam os operários que trabalham em Kaesong.

As duas Coreias continuam tecnicamente em guerra, uma vez que o conflito de 1950-53 terminou com a assinatura de um armistício e não de um tratado de paz.

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Ministro alemão elogia Centeno que está otimista com o futuro da Zona Euro
    1:13

    Economia

    Mário Centeno diz que a Zona Euro tem um futuro positivo pela frente e acredita que o grupo dos países do euro está alinhado num projeto comum. Declarações do novo presidente do Eurogrupo no final de um encontro com o ministro das Finanças alemão, em Berlim. Peter Altmaier deu Portugal como exemplo de sucesso e reconheceu que foi um erro dividir a Europa entre Norte e Sul durante os anos da crise.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC