sicnot

Perfil

Mundo

Filho de Bin Laden insta à unidade "jihadista" na Síria

Um dos filhos do falecido fundador da organização terrorista Al-Qaida, Osama bin Laden, instou os "jihadistas" na Síria a unirem-se, argumentando que a luta no país devastado pela guerra abrirá caminho para a "libertação da Palestina".

(Arquivo)

(Arquivo)

STR

"A nação islâmica deve concentrar-se na 'jihad' em Al-Sham (Síria) e unir as fileiras dos mujaidines lá", defendeu Hamza, de 23 anos, numa mensagem áudio divulgada na Internet.

Responsáveis dos serviços secretos norte-americanos têm afirmado que Hamza era o filho favorito do autor moral dos atentados de 11 de Setembro, que estava a treiná-lo para lhe suceder como líder da Al-Qaida.

"Já não há desculpa para aqueles que insistem na divisão e em disputas, agora que todo o mundo se mobilizou contra os muçulmanos", declarou.

A sua mensagem não datada surge depois de o líder da Al-Qaida, Ayman al-Zawahiri, ter igualmente instado os "jihadistas" na Síria a unirem-se, apesar da sua persistente rejeição do adversário grupo extremista Daesh e do seu proclamado califado.

"A questão da unidade hoje é de vida ou morte", disse Zawahiri numa mensagem áudio divulgada sábado na Internet.

"Ou se unem para viver como muçulmanos com dignidade, ou brigam e se separam e são engolidos um a um", acrescentou, de acordo com o grupo de monitorização SITE, organização que vigia a atividade "jihadista" na Internet.

A Frente Al-Nusra, afiliada síria da Al-Qaida, é adversária do Daesh, formado por dissidentes da Al-Qaida, cujo líder, Abu Bakr al-Baghdadi, proclamou em 2014 um califado islâmico em todo o território conquistado na Síria e no Iraque.

O filho de Bin Laden disse que a Síria é o "melhor campo de batalha" para conduzir à "libertação de Al-Quds", o nome arábico de Jerusalém.

"O caminho para a libertação da Palestina é hoje muito mais curto em comparação com o que era antes da abençoada revolução síria", sustentou.

Com Lusa

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.