sicnot

Perfil

Mundo

Quase metade dos europeus gostaria de referendar a permanência na UE

Quase metade dos europeus gostaria de votar num referendo sobre a permanência do seu próprio país na União Europeia, de acordo com uma sondagem da agência Reuters.

JULIEN WARNAND

No total foram entrevistadas mais de seis mil pessoas de nove países europeus, nomeadamente Bélgica, França, Alemanha, Hungria, Itália, Polónia, Espanha e Suécia.


45% dos inquiridos disseram que gostavam de ser consultados num referendo, à semelhança do britânico que acontece no dia 23 de julho.


Itália e França revelaram maior intenção de votar numa possível saída mas a vontade de sair da União Europeia não superou os 50% em nenhum dos países.

  • Cameron volta a apelar ao voto na manutenção do Reino Unido na UE
    0:37

    Mundo

    O Reino Unido estará em maior segurança no seio da União Europeia (UE) e, se o referendo de 23 de junho ditar a saída dos "28", a paz na Europa poderá estar ameaçada, afirmou hoje o primeiro-ministro britânico. Para David Cameron, é do "interesse nacional do Reino Unido "manter o objetivo comum na Europa", de forma a evitar futuros conflitos entre países europeus.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.