sicnot

Perfil

Mundo

Trégua entre regime sírio e rebeldes em Alepo prolongada por 48 horas

A trégua entre as forças do regime sírio e os rebeldes em Alepo, no norte do país, que deveria acabar hoje, foi prolongada por 48 horas, até a meia-noite de quarta-feira, anunciou o comando do exército.

© Abdalrhman Ismail / Reuters

O cessar-fogo em Alepo e na sua província foi estendido por 48 horas, da 01:00 de terça-feira até à meia-noite de quarta-feira, (hora local, 21:00 em Lisboa) ", informou o exército em comunicado.

Esta é a segunda vez que a trégua temporária, estabelecida na quinta-feira passada, sob a liderança dos Estados Unidos e da Rússia, é estendida em Alepo, cidade controlada pelas forças do governo e pelos rebeldes.

A trégua foi prorrogada pela primeira vez no sábado passado, com o fim agendado para terça-feira às 00:01 (segunda-feira 21:01 em Lisboa).

Este segundo alargamento do prazo da trégua veio do acordo entre a Rússia e os Estados Unidos para aumentar os esforços para encontrar uma solução política para a guerra de cinco anos da Síria, que já matou mais de 270.000 pessoas.

"A Federação Russa e os Estados Unidos estão determinados a redobrar os esforços para alcançar uma solução política para o conflito sírio", segundo um comunicado russo-americano conjunto publicado pelo Ministério das Relações Exteriores russo.

Para este fim, a Rússia "vai trabalhar com as autoridades sírias para minimizar as operações da aviação sobre áreas que são predominantemente habitadas por civis ou partidos", lia-se no mesmo comunicado.

As duas potências mediaram um cessar-fogo no dia 27 de fevereiro, entre as forças do regime e a oposição armada que não incluía combatentes jihadistas do grupo Estado Islâmico e da filial da Al-Qaeda na Síria, a Frente Al-Nusra.

No domingo passado, os rebeldes sírios dispararam 'rockets' num distrito controlado pelas forças do regime de Aleppo, matando cinco civis, incluindo duas crianças, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália. As equipas de socorro conseguiram resgatar duas pessoas, mas admitem ainda a existência de quase 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • Mortágua acusa PSD de andar a brincar com a vida das pessoas
    0:47

    Opinião

    No Esquerda/Direita da SIC Notícias, António Leitão Amaro reafirmou ontem à noite que o PSD não é contra o aumento do salário mínimo mas contra a descida da TSU. Já Mariana Mortágua acusou os sociais-democratas de andar a brincar com a vida dos portugueses.

  • Temperaturas negativas congelam rio em Bragança
    1:26

    País

    As baixas temperaturas os últimos dois dias, com as mínimas a descer até aos 10 graus negativos durante a noite e madrugada, congelaram o rio que atravessa a aldeia de Gimonde, no concelho de Bragança. O repórter da SIC João Faiões esteve esta manhã no local.

  • Pelo menos 30 mortos e 75 feridos em incêndio e derrocada de edifício em Teerão

    Mundo

    Pelo menos 30 bombeiros morreram esta quinta-feira e cerca de 75 pessoas ficaram feridas em Teerão, quando um edifício de 17 andares ruiu depois de ser consumido pelas chamas, noticiaram os meios de comunicação estatais iranianos. O edifício "Plasco" situa-se no centro da capital iraniana, a norte da zona do mercado.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.

  • Feriado no Carnaval e fim das pontes chumbados
    2:15

    País

    Nem o Carnaval vai passar a ser feriado, nem as pontes vão acabar. O PS rejeitou esta quarta-feira no Parlamento uma proposta do PSD para que os feriados a meio da semana sejam gozados na segunda-feira seguinte. Ao mesmo tempo, os socialistas recusaram duas propostas apoiadas pelos partidos de esquerda, para que o Carnaval passasse a ser sempre feriado.

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16