sicnot

Perfil

Mundo

Antiga cidade maia "descoberta" por adolescente afinal não existe

A descoberta de uma antiga cidade maia por um adolescente canadiano através de imagens de satélite é, afinal, um engano. Segundo a análise de vários especialistas, aquilo que pareciam estruturas feitas pelo Homem poderão ser, afinal, um campo abandonado e um lago seco.

Canada Space Agency

William Gadoury, de 15 anos, desenvolveu o seu interesse pela arqueologia depois da publicação do calendário Maia anunciando o fim da civilização, em 2012. Horas e horas depois de analisar 22 constelações, Gadoury reparou que correspondiam às localizações de 117 cidades maias localizadas no México, na Guatemala, Honduras e El Salvador. Na 23ª constelação, fez corresponder duas estrelas a duas cidades conhecidas. Com a ajuda da Agência Espacial Canadiana, que disponibilizou imagens de satélite, Gadoury anunciou ter descoberto uma antiga cidade maia, na selva do Lucatão.

Vários especialistas vêm, no entanto, refutar esta teoria. De acordo com o arqueólogo Ivan Sprajc, citado pela Wired, as imagens serão muito provavelmente de um campo abandonado e de um lago seco. Anthony Aveni, especialista em arqueoastronomia, explica por outro lado que as constelações mapeadas pelos maias não correspondem às dos mapas atuais.

David Stuart, arqueólogo especialista na civilização maia, diz mesmo que a descoberta "é falsa".

"É tudo uma confusão - um exemplo terrível de má ciência a invadir a Internet. Os antigos maias não construíam as cidades de acordo com as constelações. O que foi encontrado no Google Earth é de facto feito pelo Homem, mas é um campo de milho", diz o professor de Arte Meso-americana na Universidade do Texas.

Stuart aplaude o adolescente, "inteligente e entusiasta da Arquologia e dos Maias", mas critica os especialistas que publicitara, a descoberta, classificando-os de irresponsáveis.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.