sicnot

Perfil

Mundo

Atentado em Bagdade faz pelo menos 64 mortos e 82 feridos

O novo balanço oficial provisório das vítimas do atentado hoje em Bagdade indica que morreram 64 pessoas e 82 ficaram feridas, avançou a agência France Presse. De acordo com a norte-americana CNN, o atentado foi reivindicado pelo Daesh.

(Arquivo)

(Arquivo)

A explosão de um camião armadilhado atingiu às 07:00 (hora de Lisboa) um mercado no bairro xiita de Sadr City, no norte da capital iraquiana, tendo provocado também grandes danos materiais.

De acordo com a polícia iraquiana, é possível que o número de mortos venha a aumentar, nas próximas horas, já que se verifica um elevado número de feridos graves.

Neste momento, segundo a agência noticiosa espanhola Efe, as forças de segurança cercam o local do atentado e procedem ao transporte dos feridos para vários hospitais da cidade.

O atentado de hoje ainda não foi reivindicado.

Em fevereiro passado, 55 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas na sequência de um duplo atentado suicida no bairro de Sadr City e cuja autoria foi assumida pelo grupo extremista Daesh.

Com Lusa/Última atualização às 14:34

  • Merkel visita Portugal no final de maio

    País

    A chanceler alemã, Angela Merkel, efetua uma visita oficial a Portugal nos dias 30 e 31 deste mês a convite do primeiro-ministro, António Costa. Com passagem por Braga, Porto e Lisboa.

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.