sicnot

Perfil

Mundo

Demasiado ácido fólico na gravidez pode aumentar risco de autismo

As grávidas são aconselhadas a tomar suplementos vitamínicos com ácido fólico para prevenir problemas congénitos nos bebés, mas uma investigação hoje divulgada sugere que demasiada quantidade da substância pode aumentar o risco de autismo.

© Regis Duvignau / Reuters

As conclusões foram apresentadas numa conferência em Baltimore, no estado norte-americano de Maryland, e ainda não foram publicadas ou avaliadas pelos pares, por isso, os investigadores da Johns Hopkins Bloomberg School of Public Health aconselharam prudência na interpretação dos resultados.

"Este pode ser um daqueles casos em que demasiada quantidade de uma coisa boa faz mal", disse o principal autor do estudo, Ramkripa Raghavan, um investigador daquela escola.

"Dizemos às mulheres para não se esquecerem de tomar folato no início da gravidez. Aquilo que precisamos de perceber agora é se deverá haver recomendações adicionais relativas a qual será a dose ideal ao longo da gravidez", acrescentou.

O folato é uma vitamina B que está naturalmente presente em frutos e vegetais. Uma versão sintética, o ácido fólico, é habitualmente usada como complemento em cereais e pão e é incluída em suplementos vitamínicos.

Quando as grávidas não ingerem folato suficiente, os seus bebés enfrentam um risco mais elevado de defeitos congénitos ao nível cerebral e da espinal medula.

Lusa

  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01