sicnot

Perfil

Mundo

Duplo atentado em Bagdade faz pelo menos 82 mortos

Pelo menos 18 pessoas morreram hoje num atentado em Bagdad, algumas horas depois de um ataque particularmente mortífero na capital do Iraque que fez 64 mortos, afirmou uma fonte da polícia iraquiana.

© Wissm Al-Okili / Reuters

O último ataque envolveu carros armadilhados e foi perpetrado nos bairros de Kazimiyah (de maioria xiita e na zona norte de Bagdad) e de Jamea (de maioria sunita e na zona oeste de Bagdad), indicou a mesma fonte.

Pelo menos 41 pessoas ficaram feridas neste último atentado.

O ataque em Kazimiyah foi realizado por um suicida que se fez explodir num carro armadilhado e foi o mais mortífero, com 12 vítimas mortais e 23 feridos.

Em Jamea, um carro armadilhado que estava estacionado neste bairro explodiu, provocando seis mortos e 18 feridos.

Horas antes deste atentado, um ataque reivindicado pelo Daesh matou 64 pessoas num mercado do bairro xiita de Sadr City, no norte de Bagdad.

Segundo a polícia iraquiana, este ataque também fez 87 feridos e provocou danos em vários edifícios de habitação e automóveis.

O bairro de Sadr City é onde se concentram muitos dos apoiantes do clérigo radical xiita Moqtada al-Sadr, que nos últimos meses liderou um movimento de protesto contra o Governo de Bagdad.

O Daesh, sunita, visa frequentemente os xiitas, que constituem a maioria da população iraquiana.

Com Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15