sicnot

Perfil

Mundo

Jovem suicida-se em direto através da aplicação Periscope

Uma francesa de 19 anos suicidou-se ontem em França enquanto se filmava em direto com Periscope, uma aplicação de difusão instantânea de vídeos, muito popular mas cujas imagens difundidas sem filtro já provocaram algumas polémicas.

periscope

A jovem atirou-se para baixo de um comboio nos arredores de Paris, segundo as autoridades francesas. Foi um dos utilizadores do Periscope que, ao ver o vídeo, avisou a polícia.

"Fomos alertados por um utilizador do periscope (...) que nos disse que [a vítima] não estava bem", disse um polícia à AFP. No entanto a jovem já se tinha suicidado momentos antes.

Segundo os primeiros elementos da investigação, a jovem "alegou uma violação e nomeou o agressor" durante a difusão do vídeo.

Esta não é a primeira vez que alguém mostra o seu suicídio ao mundo. Em 2010, um sueco de 21 anos enforcou-se em frente à sua webcam. Recentemente uma chinesa terá mostrado a sua morte através do Instagram após o fim de uma relação amorosa.

Uma outra polémica com o Periscope aonteceu em abril deste ano quando uma mulher do Ohio foi acusada de ter usado a aplicação da rede social Twitter para fazer um vídeo do seu namorado a violar uma adolescente.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.