sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento italiano aprova casamento homossexual

Os deputados italianos votaram a favor da lei do Governo de Matteo Renzi sobre a união civil dos casais do mesmo sexo, num país que ainda não dava nenhum estatuto aos homossexuais, refere a agência France-Presse.

© STRINGER/Reuters

A lei foi aprovada por 369 votos contra 193, e o texto de lei vai ser formalmente adotado esta noite, pelas 19:00 locais (18:00 de Lisboa), depois de uma série de votos processuais sem incidência.

Um estatuto para os casamentos não legalizados - heterossexuais e homossexuais - está previsto na nova lei e cria para os casais gays, em específico, uma união civil denominada "formação social específica".

A referida união inclui, entre outros, a obrigação de assistência moral e material recíproca, o benefício da pensão de reversão, o título de estadia para um cônjuge estrangeiro ou a possibilidade de adotar o nome do esposo(a).

"Hoje é um dia de festa para muitas pessoas. Escrevemos uma página importante da Itália que queremos. Fazemo-lo colocando uma questão de confiança porque não era possível ter novos atrasos após anos de tentativas abortadas", escreveu hoje de manhã o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, na rede social Facebook.

As associações de defesa dos direitos dos homossexuais consideraram que "o copo está meio vazio", pois, o Governo teve de ceder aos seus aliados de centro-direita, em fevereiro, e retirar a possibilidade de adotar os filhos naturais do cônjuge, assim como a simbólica obrigação de fidelidade entre o casal.

Lusa

  • Um "grande passo rumo à igualdade"
    0:26

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos diz que os norte-americanos devem estar muito orgulhosos com a decisão hoje tomada pelo Supremo Tribunal que decretou que o casamento homossexual é um direito em todos os estados do país.

  • As palavras mais pesquisadas na internet em 2015
    2:00

    Mundo

    O Google, o mais famoso motor de busca do mundo, mostra em vídeo quais as palavras e frases mais pesquisadas em 2015. O casamento homossexual nos Estados Unidos, os atentados em Paris, a descoberta de água em Marte, o Star Wars e a crise dos refugiados. Em menos de dois minutos, o retrato de um ano que está prestes a terminar.

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • Cinco unidades fabris em Tondela destruídas pelas chamas
    3:06

    País

    As contas finais dos prejuízos na zona industrial de Tondela ainda não são definitivas, mas há cinco unidades fabris que foram atingidas pelas chamas. O aterro sanitário do Planalto Beirão foi também atingido pelo fogo que atravessou Tondela, onde ardeu o equivalente a 20 anos de resíduos orgânicos.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.