sicnot

Perfil

Mundo

Vida em El Salvador pode estar em risco em 80 anos devido à falta de água

A vida em El Salvador poderá ser inviável daqui a 80 anos devido à crise hídrica, que recentemente levou o governo a declarar o estado de emergência nacional, conclui um estudo realizado pelo Instituto de Defesa dos Direitos Humanos (PDDH) divulgado esta quarta-feira.

Reuters

Reuters

REUTERS

"De acordo com as análises científicas realizadas por diferentes organizações internacionais analisadas neste estudo, se seguirmos esta lógica de deterioração e degradação dos ativos de água em El Salvador, em 80 anos a vida será inviável no país", disse David Morales do PDDH.

O provedor de Justiça de El Salvador disse que o estudo dá conta de que, em 80 anos, "a disponibilidade per capita de água" será reduzida em 83% no país, onde cerca de 600.000 famílias em áreas rurais já não têm acesso a água potável.

O estudo mostra ainda que em 2016 "bateram-se recordes históricos" quanto ao declínio dos caudais dos principais rios.

E acrescenta que neste país da América Central há uma "poluição legal" da água - derrame de águas residuais em rios que afetam pelo menos 89% da água de superfície.

No dia 14 de abril, o governo salvadorenho declarou o estado de emergência nacional devido à escassez de água, principalmente na área central, e disponibilizou à Administração Nacional Autónoma de Aquedutos e Esgotos (ANDA) 3,5 milhões de dólares (3,1 milhões de euros) para construção de quatro novos poços.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42