sicnot

Perfil

Mundo

Jornal do PC Chinês diz que imprensa britânica precisa de uma lição de boas maneiras

A imprensa britânica está repleta de "bárbaros", que precisavam de uma "lição de boas maneiras da antiga civilização chinesa", defendeu hoje um jornal do Partido Comunista da China (PCC), após a gafe de Isabel II.

A rainha de Inglaterra foi captada por uma câmara de televisão, na terça-feira, a descrever como "muito rude" a delegação chinesa que acompanhou no ano passado uma visita de Estado do Presidente chinês, Xi Jinping, ao Reino Unido.

Os comentários, que mereceram destaque na imprensa de todo o mundo, foram inicialmente censurados na China, que interrompeu a transmissão do canal britânico BBC.

O Global Times, uma publicação do grupo Diário do Povo, o órgão oficial do PCC, acusa a imprensa britânica de dar uma dimensão desproporcional ao incidente e difundir a filmagem como se fosse "o tesouro mais precioso".

"O ocidente nos tempos modernos atingiu o apogeu e criou uma civilização brilhante, mas a sua imprensa está cheia de coscuvilheiros irresponsáveis", acusa o jornal, em editorial.

Segundo o mesmo texto, aqueles "coscuvilheiros mostram os dentes, põem as garras de fora e são narcisistas, retendo os maus modos dos bárbaros".

"À medida que eles forem expostos a 5.000 anos de contínua civilização oriental, acreditamos que irão progredir", acrescenta, referindo que seria impensável que as autoridades britânicas tivessem deliberadamente vazado a filmagem.

"Se fosse propositado, isso seria, sim, um gesto verdadeiramente cruel e rude", afirma.

Londres e Pequim proclamaram o início de uma "era de ouro" nas relações entre o antigo poder imperial, que no século XIX invadiu por várias vezes a China, hoje a segunda maior economia do mundo.

Durante a visita de Xi ao Reino Unido, em outubro passado, os dois países assinaram vários contratos, que o primeiro-ministro britânico, David Cameron, avaliou, no conjunto, em 58 mil milhões de dólares.

Sobre os comentários da rainha, o Global Times considerou-os como irrelevantes.

"Os diplomatas chineses de certeza que também falam mal dos burocratas britânicos em privado", conclui.

Lusa

  • Isabel II em polémica com a China
    1:18

    Mundo

    A Rainha de Inglaterra está envolvida num incidente diplomático com a China. Isabel II disse que a comitiva que acompanhou o Presidente chinês na visita ao Reino Unido, no ano passado, foi mal-educada. O comentário da monarca foi proferido numa conversa privada, no Palácio de Buckingham.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.